Você anda procurando saber mais sobre compras de imóvel? Deseja passar por isso em algum momento da sua vida?
É muito importante planejar e conhecer todas as possibilidades que o mercado oferece a respeito de financiamento de imóvel.
Por serem compromissos de longo prazo, o financiamento exige uma organização financeira maior e um comprometimento sério.
Para te ajudar nessa pesquisa, vamos te mostrar aqui como é calculado o valor máximo de um financiamento imobiliário. Confira!

Você tem dúvidas sobre comprar sua casa própria? Clique e saiba as respostas de todas elas.

Qual é o valor máximo de um financiamento imobiliário?

Infelizmente, responder essa pergunta não é tão simples…
O valor pode mudar dependendo da instituição financeira que você escolhe.
Elas seguem suas próprias estratégias ou diretrizes do governo para definir o valor do imóvel que está destinado para o financiamento. Esse valor estabelecido é conhecido como teto máximo.
Existem algumas coisas que ajudam a definir esse valor, e a seguir, vamos mostrar para vocês quais são esses aspectos.

Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e Sistema Financeiro Imobiliário (SFI)

O SFH e o SFI são sistemas criados pelo governo, sendo que o SFH libera um financiamento de até 80% do valor do imóvel de até R$1,5 milhão.
O SFI também libera essa porcentagem, mas são de imóveis acima desse valor.
As instituições privadas também utilizam desses sistemas para definir valores dos seus financiamentos.
Porém, cada uma define o percentual do valor que será financiado, o teto máximo do imóvel e todas as condições contratuais.
Hoje, os dois sistemas apresentam taxa de juros limite a 9,75% por ano, além da Taxa Referencial (TR) de no mínimo 8,5% ao ano.

Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE)

O SBPE é também um outro tipo de linha de financiamento.
Definido pelo governo, pode ser financiado até 50% do valor do imóvel.
Algumas instituições privadas ofertam o mesmo sistema, porém liberam percentuais de até 80% do valor do imóvel.

Linha Pró-cotista (FGTS)

Oferecido especificamente para os contribuintes do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a Linha Pró-cotista é um outro tipo de financiamento.
Caso queira utilizá-lo, você deve ter no mínimo 36 meses de trabalho no regime do FGTS, ou 10% do valor do imóvel a ser financiado como saldo contabilizado.

Como Escolher a Empresa de Financiamento e o Que Considerar Na Hora de Avaliar o Contrato?

Para tomar essa decisão, é necessário que você leve em consideração alguns pontos essenciais.
Caso decida utilizar o FGTS como linha de financiamento, por exemplo, você precisa cumprir algumas regras, as mesmas para o Sistema Financeiro de Habitação.
Um ponto muito importante, é avaliar o Custo Efetivo Total (CET) de toda operação.
Algumas instituições financeiras públicas centralizam a gestão de algumas linhas de crédito imobiliário, mas algumas instituições privadas oferecem menor juros para ganharem da concorrência.

Conseguiu entender como funciona o valor de um financiamento?
Não se esqueça de pesquisar sobre os custos cartorários e de outras despesas que geram durante o processo de financiamento de um imóvel.
Imóvel: Comprar ou alugar? Clique e saiba qual é o mais vantajoso.

Deixe seu Comentário