Saiba a Diferença Entre INSS e FGTS

Assinou a carteira? Então você irá pagar impostos.

  • Por: Equipe | 13/07/2019 - 21h00

No Brasil pagamos uma das mais altas taxas de impostos do mundo e temos uma das burocracias que mais travam a máquina pública.
Nesse cenário caótico em que cada passo da vida acabamos caindo em um imposto novo, ficamos perdidos em uma sopa de letrinhas como INSS e FGTS. Para que você fique menos confuso nesse mundo de impostos e saiba melhor sobre o que você está sendo cobrado e seus direitos, resolvemos te explicar tudo sobre INSS e FGTS.

INSS

Em 1990, com objetivo de centralizar todas as assistências, aposentadorias, pensões e auxílios que o governo é responsável, foi criado a Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

O Instituto é uma autarquia do Governo Federal que é responsável pela manutenção da Previdência Social.
Talvez um das maiores funções do INSS seja reduzir a pobreza do Brasil. O IPEA realizou uma pesquisa em que se os benefícios fossem removidos, o número de pobres no país cresceria mais de 30%. Incrível!

Os números acima afirmam a importância do INSS e do modelo como é feito hoje em dia.
Claro que para manter toda essa estrutura da Previdência Social (mais de 16 bilhões por mês), são necessárias contribuições mensais para que possamos, também, utilizar a previdência social no futuro.
As contribuições para a INSS variam de 8 a 11% sobre a renda declarada, sendo no máximo até R$642,34.

Resumindo

O INSS é um imposto(obrigatório para alguns e facultativo para outros) para que você possa contar com a Previdência Social no futuro. Ficou com alguma dúvida? Veja mais sobre o INSS.

FGTS

Criado com o objetivo de proteger o trabalhador em caso de demissão sem justa causa, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço foi criado em 1966.
Todo mês um valor sobre o salário do funcionário (cerca de 8%) é provisionada em uma conta da Caixa Econômica Federal. Caso haja uma demissão sem justa causa, o empregado ainda recebe um bônus de 40% sobre o valor já depositado. Um dos grandes problemas do FGTS é seu rendimento inferior a poupança, o que faz essa “investimento” forçado um negócio duvidoso para o empregado.

Resumindo

O FGTS é uma economia forçada para que o empregado tenha algo quando sair do emprego.
Ainda ficou com dúvida? Veja mais sobre o FGTS.

Conclusão

Ambos são impostos que visam um futuro benefício ao trabalhador. O INSS é descontado do salário e o FGTS o empregador é quem paga. Existem melhores maneiras de poupar dinheiro que o FGTS, mas o brasileiro não tem educação financeira e por isso o governo deve intervir.

Quer saber mais sobre seu dinheiro? Veja como investir para aposentar cedo.

Você Também Pode Gostar

Recomendados
Sem Comentários