Muito se fala sobre investir algum dinheiro para ter uma aposentadoria mais confortável, mas a questão que sempre vem à tona é: Qual o melhor lugar para investir?

A aposentadoria mais tradicional do Brasil é a do INSS, feita automaticamente por trabalhadores com carteira assinada, ou manualmente por aqueles que desejam ter alguma garantia de renda na velhice.

No entanto as aposentadorias privadas têm ganhado espaço nas preferências dos últimos anos, como uma forma de investimento, pois há um rendimento na quantia que foi depositada e você escolhe quando vai retirar.

Já ouviu falar nos planos de previdência PGBL e VGBL? Quer saber qual é o melhor? Nesse post vamos te ajudar a responder essa pergunta e mostrar os prós e contras de cada um.

Aposentadoria Privada. O que é e?

Em essência, a Previdência Privada é mais similar a um seguro do que a um investimento, e inclusive a mesma é regulamentada pelo SUSEP – Superintendência de Seguros Privados.

Nela, o contratante deposita um dinheiro pré-estabelecido entre ele e a empresa responsável mensalmente, e o rendimento dessa quantia é determinado pela empresa responsável.

O principal objetivo da aposentadoria privada é o complemento da aposentadoria social, que é calculada com um teto máximo de benefício ao aposentado, mas ela também é útil para trabalhadores que não possuem o benefício do INSS, ou como opção para muitos que desejam poupar dinheiro para o futuro.

Entenda Como Funciona a Previdência Privada

Na prática, as seguradoras oferecem aos investidores os chamados planos de previdência, que calculam quanto eles precisam depositar por mês para acumular um valor que garanta a renda desejada por determinado número de anos na aposentadoria.

Vamos supor que você tem 30 anos e deseja se aposentar com 65 anos, ganhando R$ 3.000 mensais após esse período para complementar sua renda do INSS. Isso significa que a seguradora terá que calcular quanto você precisa juntar nos próximos 35 anos que te garanta essas condições.

Para isso, ela analisa os seguintes fatores:

  • Estatísticas do IBGE sobre a expectativa de vida dos brasileiros
  • Tábuas atuariais
  • Projeção das taxas de juros para os próximos 30 anos
  • Sua renda mensal atual

Todos esses valores auxiliam a seguradora a simular a quantia estimada mensal a ser depositada, e o cliente pagará esse valor todos os meses até a data prevista por contrato.

Tipos de Previdência Privada: PGBL  X  VGBL

Antes de pensar na possibilidade de pagar uma previdência privada você precisa saber que existem dois tipos de fundos: o Plano Gerador de Benefício Definido (PGBL), que permite abater as aplicações na declaração anual completa do Imposto de Renda, e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL), que é indicado para quem faz a declaração simples do Imposto de Renda.

Acompanhe suas características abaixo:

PGBL

  • Permite abater do cálculo do IR até 12% da renda bruta tributável
  • Indicado para clientes de alta renda
  • Cobra IR sobre o valor do resgate

VGBL

  • Não permite abater do IR os aportes ao plano
  • Indicado para pessoas de baixa renda, ou que fazem declaração simplificado do IR.
  • Cobra IR sobre a renda

Qual Vale Mais a Pena?

Na verdade, cada tipo de previdência privada é benéfico para um tipo de perfil. Por exemplo, se você tem o costume de declarar o Imposto de Renda Simplificado, o VGBL é a melhor opção, mas caso tenha muitas deduções no Imposto de Renda, o PGBL pode ser uma alternativa mais assertiva.

Antes de mais nada, é preciso esclarecer que mesmo tendo um abatimento da renda tributável, a dedução do Imposto de Renda do PGBL é postergada para seu saque, e o IR será então cobrado sobre o valor total acumulado, não somente sobre os rendimentos, como é o caso do VGBL. Sendo assim se você decidir em fazer uma aposentadoria privada, é recomendável que peça para a seguradora criar uma simulação para cada tipo e comparar com sua realidade para escolher qual vale mais a pena.

Também é importante que você saiba que a previdência privada não é o único caminho para juntar dinheiro para aposentadoria. Aprenda aqui como investir com sabedoria para se aposentar.

 

1 Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*