Economizar para ajudar seu filho a “começar sua vida de adulto” quando fizer 18 anos é o sonho de muitos pais. Mas ao tentar amadurecer essa ideia, várias questões são levantadas: quanto economizar para meu filho? Quando começo? Onde coloco o dinheiro?

As respostas para estas perguntas são variadas, e dependem muito da motivação do pai, da sua renda e do tempo que ele tem para guardar.

Guarde esse termo: “tempo disponível para poupar”, pois ele é importantíssimo para a conversa que teremos abaixo, onde vamos fazer de tudo para responder, e ainda dar umas dicas para te ajudar a guardar dinheiro desde já.

Quanto Devo Guardar de Dinheiro Para Meu Filho?

Se você está preocupado com o futuro do seu filho e deseja dar alguma base para ajudá-lo, poupar um pouco a cada mês pode te ajudar nesse sonho, e não pesar tanto no bolso.

Imagine que seu bebê acabou de nascer, e você quer juntar dinheiro para ele comprar seu primeiro carro, dar entrada na casa própria, ou financiar seus estudos, como um intercâmbio, talvez.

A primeira coisa que você deve pensar é: quanto ele vai precisar para ter um recurso mínimo para isso?

Esse valor varia de acordo com a realidade financeira de cada pessoa, mas supondo que você acredite que R$ 30.000 é o suficiente para ajudá-lo, seja no que ele precisar quando chegar à maioridade.

Nesse caso, temos uma boa notícia, você se lembra da expressão “tempo disponível”? Então. Ela é importantíssima, porque um investimento é composto por dois fatores:

Quando Devo Começar a Poupar Dinheiro?

Você pode começar a juntar dinheiro quando você quiser, lembrando que quanto maior o tempo que tiver para investir, a quantia a retirar do seu orçamento mensal será menor.

Para seu fardo ficar mais leve, investir assim que seu filho nascer já é um bom começo, mas isso não é uma regra fixa, você decide.

Exemplo 1 : Se você guardar R$ 139 mensais desde o nascimento até que ele complete 18 anos, ao fim desse período você terá R$ 30.024.

Exemplo 2: Ao começar a poupar quando a criança tiver 7 anos, o valor mensal a economizar deve ser R$ 228.

Onde Investir Para Criança?

Para que seu dinheiro multiplique, recomendamos que você abra uma conta de investimentos para menores em uma corretora de confiança e vá aplicando essa quantia aos poucos, para trazer melhores rendimentos para seu investimento. Fuja da poupança!! Veja Algumas Dicas:

Títulos de Renda Fixa no Tesouro Direto

Nem todos os títulos do Tesouro Direto são favoráveis, com as taxas de juro baixas por exemplo, o Tesouro Selic está fora de cogitação. No entanto, os títulos indexados à inflação podem ser uma aposta interessante, mas existem outras opções ainda melhores.

Mercado de Ações

A grande maioria dos brasileiros possuem uma cultura de investimento conservador, que muitas vezes os impedem de aplicar em ações, por medo de perder dinheiro.

Mas saiba que não é preciso temer o mercado de ações, e ele pode ser muito vantajoso a longo prazo. O que você precisa é conhecer as empresas e criar uma carteira de investimentos diversificada, se possível com a ajuda de um especialista, para te ajudar a visualizar as tendências do mercado.

Planos de Previdência

Ao contrário do que muitos pensam, o plano privado PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) pode ser um aliado na hora de guardar dinheiro para seu filho.

O contribuinte que mantém esse plano de previdência pode deduzir os seus aportes anuais em até 12% da renda tributável, e como seu filho é dependente, o benefício fiscal vai para você.

Quando seu filho tiver 18 anos e for usar esse dinheiro, ele não vai pagar imposto, porque muito provavelmente ele estará dentro da faixa de isenção do imposto de renda, que no caso é destinada para brasileiros que recebem um salário mensal inferior a R$ 1.903,98.

Se você gostou das opções acima, te convidamos para conhecer as melhores corretoras para abrir a conta de investimentos para menores de idade, é só você clicar aqui.

2 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*