Em meio à crise que se arrasta pelos últimos anos, é normal encontrar pessoas com o nome sujo. O pior é que sabemos que isso pode atrapalhar e muito a vida, uma vez que quem está negativado fica com o crédito restrito, consequentemente com dificuldades para contratar empréstimos, financiamentos, cartão de crédito e até mesmo para abrir conta corrente e realizar compras parceladas.

Muitas dessas consequências são do conhecimento da maioria da população. Porém, esse assunto é um pouco mais complexo. Você nunca ouviu falar por exemplo que nome sujo pode atrapalhar a contratação em empregos? Provavelmente sim. Mas será que isso é verdade? Se essa também é uma dúvida sua, venha conosco vamos esclarecê-la.

O que é estar com o nome sujo e como descobrir se você se encontra nessa situação?

Estar com o nome sujo ou negativado significa que você possui uma dívida em atraso e pela não quitação da dívida teve o seu nome registrado como inadimplente em um dos órgãos de proteção ao crédito, esses são: o SPC, o Serasa e o Boa Vista SCPC.

Se você possui uma dívida e deseja saber se seu nome foi registrado em algum desses órgãos, você pode acessar seus respectivos sites: Serasa Consumidor, Boa Vista (Consumidor Positivo) e SPC através da loja online do órgão.

Para consultas feitas através dos sites dos Serasa e Boa Vista é necessário apenas realizar um cadastro prévio, não sendo cobrada nenhuma taxa. Já para as consultas do SPC, é preciso adquirir um crédito de pelo menos R$ 9,90, sendo que as taxas cobradas são diferentes para cada tipo de consulta.

Uma outra alternativa para realizar consultas ao CPF é fazer isso através dos aplicativos SerasaConsumidor, Boa Vista Consumidor Positivo e SPC Consumidor. Além de serem gratuitas, elas possibilitam seu Score, entre outras coisas. 

Também é possível fazer consultas presenciais comparecendo a um dos postos de atendimento do Serasa, SPC e Boa Vista, para isso basta estar portando CPF e documento de identidade com foto.

Estar com o nome sujo pode realmente te atrapalhar a conseguir um emprego?

Muitas vezes, as pessoas se encontram endividadas devido à falta de recursos. Por isso, parece uma grande contradição não contratar alguém porque ela está com o nome sujo. Nem todas as empresas fazem isso, mas algumas ainda adotam essa prática.

Desse modo é preciso que sejamos objetivos: sim, estar com o nome sujo pode fazer com que você não consiga uma vaga de emprego. Isso porque, apesar de alguns profissionais do direito entenderem que excluir alguém por estar negativado é um ato discriminatório, muitos contratantes realizam essa consulta, até porque não é contra a lei. Afinal, desde 2012, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) determina que qualquer empregador pode decidir se contrata ou não um funcionário com nome sujo.

Outro fato incontestável é que os contratantes não são obrigados a informar ao candidato o motivo pelo qual ele não foi contratado, e mesmo se fossem nenhum deles diria que não está contratando devido a esse motivo. Afinal, dependendo do rumo que a conversa tomar,  podem até ser processados por danos morais.

Como limpar o seu nome

Para ter uma maior chance de contratação o ideal mesmo é que você limpe seu nome. Vale a pena recorrer a uma negociação, propondo pagar aquilo que você pode, ainda que seja pouco. 

Com o intuito de te ajudar nessa tarefa trouxemos aqui um passo a passo de como fazer para limpar o seu nome:

  1. Descubra qual ou quais instituições registraram o seu nome no cadastro de inadimplentes. Só pra ter certeza mesmo, já que quando seu nome está prestes a ser registrado como inadimplente a empresa deve te informar através de uma carta; 
  2. Procure diretamente a empresa para negociar o pagamento da dívida de forma que você consiga cumprir o acordo feito. Algumas empresas, como, por exemplo, instituições financeiras, possibilitam com que essa negociação seja feita até mesmo de forma online. Além disso, existem plataformas que intermediam a negociação como as Meu Acerto e Serasa Limpa Nome; 
  3. Depois de negociar sua dívida, procure pagar as parcelas em dia, dessa forma seu nome será retirado dos cadastros negativos logo após o pagamento da primeira parcela ser efetuado. Por isso, vale dar uma checada se seu nome foi realmente retirado do registro de inadimplentes; 
  4. Lembre-se de guardar o comprovante da quitação da dívida e conferir se o valor está de acordo com o combinado, incluindo juros e multas.
Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*