Os consumidores sem relacionamentos amorosos tem uma data especial de comemoração em novembro: o Dia dos Solteiros.

Comemorado em 11.11 na China, essa data foi escolhida justamente por repetir o número 1, de pessoa sozinha. Antes um evento nacional, agora está ganhando força mundial e entrando no mercado como mais uma data para aquecer a economia antes das festas de fim de ano.

Por causa disso, duas gigantes do comércio virtual vão disputar a atenção do público na próxima semana. A chinesa Aliexpress e a Americanas.com vão fazer de tudo para chamar a atenção da turma que ainda não se casou, oferecendo descontos que podem superar a famosa Black Friday que ocorre no fim do mês.

Aliexpress

Ken Huang, responsável pelas operações da Aliexpress na América Latina, já anunciou que os descontos no “Single Day” vão chegar a 70%, maiores que os oferecidos aos brasileiros na Black Friday. O executivo chinês garantiu ainda que o preço de produtos vendidos no dia 11 de novembro será o mais baixo do ano para aquele item.

Os cupons de desconto para o Dia dos Solteiros já estão disponíveis no site chinês com a opção do consumidor escolher o produto que quer comprar, deixar no carrinho virtual e esperar o dia certo para pagar. 

Os preços já estão reduzidos e a estratégia da empresa é monitorar estes “carrinhos de compra” para saber os principais produtos desejados, e aplicar as promoções sobre eles.

Lideram a lista: eletrônicos, roupas, peças para carros, bicicletas e brinquedos. A previsão é que as mercadorias cheguem antes do Natal.

Americanas.com

Para enfrentar a gigante chinesa, a Americanas.com oferece oito milhões de produtos (vendidos diretamente da China) com 80% de desconto e frete grátis no dia 11.11. 

Para aumentar a concorrência, a empresa á divulgou que terá 1,8 milhão de marcas de produtos como smartbands, fones de ouvido, drones, perfumes, relógios, dentre outros.

Fabio Abrate, CFO e diretor de Relações com Investidores da B2W Digital, afirma que os parceiros da Americanas.com selecionaram marcas exclusivas, produtos diferenciados e “ótimas condições” para a demanda no Brasil.

Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*