A poupança ainda é um dos investimentos preferidos dos brasileiros. Como é muito fácil para se investir, prática de sacar e não tem cobrança de imposto de renda nos rendimentos, a maioria das pessoas confia muito nela.

Mesmo com essas facilidades, a poupança tem alguns problemas que atrapalham o seu dinheiro de crescer todos os meses. Será que, ainda hoje, vale mesmo deixar o dinheiro na poupança? Há outro tipo de investimento mais vantajoso e rentável para seu bolso?

Continue por aqui! Na sequência, a gente explica tudo o que você precisa saber sobre este e outros tipos de modalidade, para que você escolha aquele que julgar melhor para a sua vida financeira!

Como funciona a poupança?

Para avaliar se a poupança é um bom investimento, vamos começar analisando o seu rendimento. Existe uma regra criada pelo governo para o rendimento da poupança. Para qualquer cenário, o tesouro Selic, que é a alternativa do governo para a poupança, sempre irá render mais.

Rendimento da modalidade

Hoje em dia, a poupança rende 70% da taxa Selic mais a taxa referencial (TR). Esta taxa no momento rende 3% ao ano e a TR está no valor de 0. A Selic é a taxa básica de juros do Brasil e é uma das ferramentas do governo para o controle da inflação e a estimulação da economia.

Com isso claro, o rendimento da poupança é de 70% da taxa Selic (3%), dando o valor de 2,1% ao ano. Isso é o que vai cair na sua mão já sem desconto de imposto de renda. É um rendimento bastante baixo, porém é justificado pela crise causada pelo novo coronavírus.

Desvantagens do investimento

Apenas analisando a taxa já é possível ver a desvantagem de deixar dinheiro na poupança, porém existem outros detalhes sobre ela que só pioram ainda mais a sua situação. A poupança rende apenas no seu aniversário, ou seja, o rendimento dela só cairá na sua conta após completar o prazo de um mês inteiro desde o dia que você fez o depósito do seu dinheiro.

Se o depósito foi feito dia 5, por exemplo, somente no dia 5 de todos os meses subsequentes é que você irá receber o rendimento do mês anterior. Se você desejar retirar o valor antes disso, perderá todo o rendimento. O provento que não será perdido é dos meses passados que já fizeram aniversário.

Poupança é o Investimento mais seguro?

A poupança não é, de fato, o investimento mais seguro do Brasil, como muitos ainda acreditam. A segurança está atrelada a saúde financeira do banco e do fundo garantidor de crédito (FGC) que assegura depósitos de até 250 mil reais por CPF por instituição financeira caso o banco venha à falência.

Existem algumas opções de investimentos similares à poupança que rendem mais e são tão seguros quanto, como o tesouro Selic e os CDBs. Para ter acesso a esses dois, basta abrir uma conta em uma corretora de valores.

Opções mais vantajosas

O tesouro Selic é o investimento mais seguro que temos e o rendimento dele é o mesmo da própria taxa Selic, 3% ao ano. Apesar de haver cobrança de IOF nos primeiros 30 dias de depósito e também ter o desconto do imposto de renda sobre o lucro, no longo prazo o tesouro Selic acaba rendendo mais, pois não tem a regra do aniversário, como ocorre com a poupança.

Uma outra opção para quem deseja fazer com que o seu dinheiro renda bem são os CDBs. É necessário atentar-se ao vencimento desse tipo de ativo, já que, em alguns casos, você conseguirá resgatar seu dinheiro apenas na data final dele, o que pode ser daqui 6 meses ou três anos.

Se você, por outro lado, está atrás das facilidades que a poupança proporciona, porém deseja um rendimento maior, procure por CDBs de liquidez diária e pelo tesouro Selic. Ambos são ótimos investimentos para o curto prazo e não exigirão um valor alto para que você comece a investir bem o seu dinheiro.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*