Uma Dívida Para Pagar Outra Vale a Pena?

  • Por: Equipe | 30/07/2019 - 08h00

Você sabe me dizer quando uma dívida é a solução para outra dívida mais antiga?
Será que vale a pena pegar aquele empréstimo para quitar dívidas?

Estou endividado, e agora?

Primeiramente você não precisa se sentir mal ou qualquer coisa do tipo, ter dívidas é algo normal em um país como o Brasil.
Todas as facilidades e opções de pagamento que as financeiras oferecem, são armadilhas perfeitas para quem não tem controle financeiro se endividar.

Não temos a cultura da educação financeira, o que faz com que 55% das famílias brasileiras tenham algum tipo de dívida.
Todo mundo que já teve algum problema financeiro sabe que não é nada confortável e por isso temos a preocupação em quitar o mais rápido possível qualquer débito pendente.
Essa preocupação muitas vezes nos leva a tomar decisões precipitadas como contratar empréstimos e endividamos para pagar outras dívidas.
Importante em um momento em que você tem dívidas é avaliar bastante a situação e continuar lendo o texto para ver mais dicas!

Examine detalhadamente suas dívidas

Agora é a hora de colocar a mão na massa para entender como sair do buraco e conseguir voltar a respirar aliviado sabendo que tem toda a tranquilidade financeira.
É muito importante se ter um controle de todos os débitos para assim poder entender qual a melhor forma para lidar com o problema.

Faça uma lista com todas as dívidas, coloque o juros, valor total, parcela, quanto falta para pagar, enfim, todos as informações pertinentes.
Automaticamente você verá alguns compromissos que devem ser pagos com mais urgência por possuírem maiores juros e comprometerem mais a renda.
Com todas a dívidas avaliadas, começa então a surgir a opção de um empréstimo com menores juros e parcelas mais baratas para quitar os piores débitos.

Quando pegar um empréstimo para pagar dívidas

Ninguém gosta de pedir dinheiro ao banco ou instituição financeira, nunca é agradável, afinal, é como admitir que não temos controle de nossas finanças e precisamos de ajuda.
Mas acredite, em certas situações vale muito a pena recorrer a essa alternativa para ter uma vida mais tranquila.
Os dois principais cenários em que pode ser libertador e vantajoso recorrer a um empréstimo para quitar dívidas passadas.

  • Trocar um juros alto do cartão de crédito ou cheque especial por um empréstimo com juros menores e mais fácil de pagar.
  • Para quem precisa limpar o nome de maneira rápida para ter acesso a serviços financeiros.

Dívidas no cartão de crédito e cheque especial

Como citado acima, para quem está vivendo sob o juros rotativo do cartão de crédito e cheque especial e estão pagando os juros mais altos do mercado.
Praticamente qualquer empréstimo para cobrir a dívida seria melhor do que continuar da forma atual.

Para quem se encaixa nessa situação, vê sua dívida crescer todos os meses por culpa dos juros absurdos.
Não se pode perder tempo para quitar essa dívida o mais rápido possível, mesmo que seja com outro empréstimo.
Para facilitar na hora da escolha e não perder tempo procurando em todo o mercado atrás de condições para solicitar crédito, separamos os 10 melhores empréstimos pessoais.
Importante resolver logo a situação para que os juros altos parem de correr e sejam substituídos.

Necessidade de limpar o nome com rapidez

Para aqueles que estão devendo a mais tempo e com nome sujo no mercado, sabem a necessidade de ter um nome limpo.
A negativação do nome é um impeditivo para coisas simples como:

  • comprar a prazo
  • conseguir crédito
  • alugar um imóvel
  • fazer um financiamento

Estar com o CPF sujo é algo que pode influenciar negativamente vários aspectos da sua vida e por isso a urgência quitar as dívidas.
Esse bloqueio financeiro que ocorre obriga o pagamento da dívida e um empréstimo para negativados pode ser considerado a melhor opção para limpar o nome.

Cuidados na hora de pegar um empréstimo

Tudo bem você precisar de um empréstimo, mas garanta que esteja fazendo um bom negócio e não entrando em um buraco maior ainda

  • Custo total: Vá além dos juros! Avalie o valor das parcelas, taxas e encargos cobrados sobre a operação de crédito. Tenha certeza do produto que está contratando para evitar surpresas.
  • Capacidade de pagamento: De nada vai adiantar trocar juros maiores por juros menores se a parcela não couber no seu bolso. Avalie sua capacidade de pagamento para evitar problemas futuros.
  • Cuidado com golpes: Muitas pessoas e empresas querem aproveitar do seu desespero e falta de conhecimento sobre finanças para tirar proveito. Não acredite em ofertas milagrosas de empresas ou pessoas duvidosas.
Recomendados
Sem Comentários