O Que Ninguém te Conta Quando Você Começa a Investir

  • Por: Equipe | 03/10/2019 - 13h48

Para quem nunca se arriscou pelo mundo dos investimentos a primeira vez pode ser um pouco complicada e pode deixar o jovem investidor meio perdido na hora de começar a investir, além disso sabemos que o mundo dos investimentos embora não seja um bicho de sete cabeças, também não é algo assim tão simples.

Sabemos que existem alguns segredos quando o assunto é investimento, pensando nisso viemos mais uma vez te dar aquela mãozinha e trazer de forma clara o que ninguém te conta quando você começa a investir.

Não é preciso ter muito dinheiro para começar a investir

A maioria das pessoas pensam que precisam ter um certo patrimônio para começar a investir, o que não é verdade, você pode começar a investir com pouquíssimo dinheiro, R$ 1,00 por exemplo o que é o caso dos CDBs (renda fixa privada) ou R$ 30,00 em tesouro direto (títulos públicos).

Muitas pessoas perdem dinheiro por muito tempo deixando o dinheiro quietinho na poupança, seja por medo e insegurança ou por falta de conhecimento. Alguns acham que o pouco dinheiro que tem não é o suficiente para investir.

Mal sabem essas pessoas que a maioria dos investimentos, principalmente os de renda fixa, que é o caso dos que já citamos anteriormente, são tão seguros quanto a poupança e não necessitam de nenhuma fortuna para começar a investir. Quando você faz esse tipo de investimento você está emprestando o seu dinheiro para o governo ou para instituições financeiras privadas e recebendo em troca os rendimentos desse investimento, colocando assim seu dinheiro para trabalhar para você.

Nem sempre o rendimento da renda variável é maior do que o da renda fixa

Quando você não sabe nada ou sabe pouquíssimo sobre investimentos é comum que você pense que investimentos de renda variável, como por exemplo ações da bolsa de valores, sejam sempre a melhor opção, afinal durante muito tempo isso vem sendo pregado, mas na verdade nem sempre será assim.

Tudo vai depender do seu perfil de investidor, levando sempre em consideração seu conhecimento sobre investimentos (afinal a falta dele pode te levar a uma cilada), o quanto você deseja investir, e o principal, quanto risco você está disposto a correr.

Isso porque investir em renda variável é mais inseguro, na maioria das vezes não compensa arriscar perder tudo para ganhar um pequeno percentual a mais. Muitas vezes alguns tipos de renda variável podem render o mesmo tanto ou menos do que alguns tipos de renda fixa. Por isso é importante ficar atento para não ser atraído pelo que é dito por alguns, e pesquisar bastante antes de investir o seu rico dinheirinho.

Não é que seja impossível perder dinheiro com renda fixa, mas é bem mais difícil, já que a maioria deles possui a garantia do Tesouro Nacional ou do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), apenas alguns como: debêntures (títulos de dívida de empresas) e LFs (Letras Financeiras) não possuem essa garantia.

Existem várias opções seguras

Muitas pessoas pela falta de conhecimento podem pensar que quando o investimento vai além da poupança as opções mais seguras são muito limitadas, mas não é bem assim. Além do clássico CDB (Certificado de Depósito Bancário) e Tesouro Direto que já citamos anteriormente existem outras opções tão seguras quanto. Como por exemplo:

– RDB (Recibo de Depósito Bancário) – Esse produto emitido por financeiras e também é garantido pelo Fundo Garantidor de Créditos, mas apesar de ser parecido com o CDB costuma ter uma maior rentabilidade.
– LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) – Esses produtos são emitidos pelos bancos e também possuem garantia do FGC e dá pra investir neles a partir de R$ 1.000,00.
– LC (Letra de Câmbio) – Esses produtos são títulos de dívida, emitidos por financeiras e também tem garantia do FGC, porém apesar da alta rentabilidade são menos conhecidos por só ser possível investir em LC a partir de R$ 10.000,00.
Além disso existem outras opções menos conhecidas mas tão seguras e rentáveis quanto, como: as Letras imobiliárias (LI) e as Letras hipotecárias (LH), que também são garantidas pelo FGC.

Fique atento e analise as opções

Uma breve, porém muito valiosa dica que se aplica a muitas coisas na vida é: Analise as opções! Além de pensar no tipo de investimento, pense também em onde investir, alguns bancos menores e mais jovens no mercado podem te oferecer opções de investimentos bem mais rentáveis e ainda cobrar taxas de administração muito mais atrativas ou na maioria das vezes até isentar seus clientes delas.

Porque isso acontece é óbvio, esses bancos não tem tantos clientes quanto os bancos “gigantes” do Brasil, por isso para conquistar mais espaço no mercado eles optam proporcionar condições mais atrativas, afinal é o jeito mais clássico de atrair clientes.

Muitas pessoas não pesquisam por medo de arriscar em opções menos convencionais e vão pelo mais conhecido o que é uma grande bobagem, uma vez que a instituição financeira for reconhecida e regular perante a lei brasileira e o investimento for garantido pelo FGC, não existe porque não escolher a opção mais rentável.

Recomendados
Sem Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*