Segundo a instituição, em número, os recursos disponíveis para pagamento nesta modalidade de saque chegam a R$ 2,6 bilhões.

Em levantamento recente da estatal, o número de contemplados até o momento é de 5,8 milhões de trabalhadores do contingente de 10,2 milhões (cerca de 58%) com direito à quantia extra.

Esse saque adicional está disponível para todos os trabalhadores que tinham um saldo de até R$ 998, em 24 de julho de 2019, e que já sacaram os R$ 500 liberados inicialmente. Estes podem retirar mais R$ 498 até o prazo de 31 de março de 2020.

Confira aqui o cronograma e como funciona o saque adicional. 

Aumento no Saque Imediato

O saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi liberado ano passado, como medida provisória pelo Governo Federal, a fim de impulsionar a economia e movimentar o mercado.

Nele, qualquer trabalhador que tinha no fundo a quantia superior a R$ 998 até a data de 24/07/2019 poderia sacar o valor de R$ 500.

Posteriormente, no dia 20 de dezembro, ficou determinado um aumento desse valor para os trabalhadores que possuíam até um salário mínimo em conta até a data de 24 de julho de 2019.

Estes por sua vez, teriam o direito a sacar mais R$ 498.

Prazo Para o Saque Imediato

O valor adicional do saque imediato foi depositado automaticamente para todos os trabalhadores que preenchiam os pré-requisitos e possuíam conta poupança na Caixa Econômica.

No entanto, aqueles que são correntistas de outros bancos, podem realizar seu saque nas lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui, com documento de identificação e Cartão Cidadão com senha.

Caso não possua o Cartão Cidadão, poderá sacar nos caixas eletrônicos da Caixa utilizando o CPF e a Senha Cidadão.

Em caso de saque na agência, deve apresentar documento de identidade com foto e número do CPF.

O prazo limite de 31 de março de 2020 vale tanto para o saque de até R$ 500 (válido para os trabalhadores com saldos maiores) quanto para o valor de até R$ 998 (para quem tinha até um salário mínimo na conta, podendo retirar mais R$ 498, se tiver sacado R$ 500 inicialmente).

Caso o saque não seja feito até a data, os valores retornarão para as contas vinculadas do FGTS, com a devida atualização monetária e os juros correspondentes ao período em que estiveram disponíveis para saque.

Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*