Esta talvez seja a dúvida mais comum para quem vai viajar para o exterior. Afinal, vale a pena usar cartão de crédito para fazer compras em outras moedas? Antes de mais nada, é claro que a melhor dica é viajar com o valor em espécie, ou seja, dinheiro vivo, mas claro, não é todo mundo que tem condições para isso. Também há aquelas que temem serem assaltadas, além de um outro problema que é saber qual o valor que cada país permite que um turista trafegue com ele.

Por exemplo, pela lei brasileira, uma pessoa não pode viajar com mais de R$ 10 mil em espécie. Este é o valor máximo permitido. Acima disso, você pode ser abordado e até mesmo preso até que consiga justificar o motivo que estava transportando tanto dinheiro. Já nos Estados Unidos, o valor é similar, só que em dólar. Porém, como lá a fiscalização é maior, o risco de ser pego também é.

Dito isso, vamos voltar ao assunto principal deste texto, qual é a melhor forma de se fazer compras durante uma viagem internacional? Vamos esclarecer pontos importantes sobre esse tema, para que você possa analisar qual a melhor opção para viagens internacionais, assim como as vantagens e as desvantagens de utilizar o cartão de crédito em sua viagem.

Vantagens de utilizar o cartão de crédito

A principal vantagem de se usar o cartão de crédito é não carregar dinheiro, por motivos óbvios. O primeiro é o alto risco de se andar por aí com uma grande quantia em dinheiro, enquanto o segundo é a praticidade e segurança de se fazer compras que você só consegue com o cartão de crédito.
Além disso, o cartão de crédito ainda oferece vantagens como: programas de pontos, benefícios e milhagens. Há também aqueles cartões que oferecem: seguros relacionados à viagens e hospedagem, proteção de compra, benefícios em aeroportos, assistência médica, além de várias outras exclusividades.

Outra vantagem do cartão de crédito é que você não precisará passar pelo transtorno de ir até uma casa de câmbio para fazer a troca do Real pela moeda desejada. Além disso na hora de comprar a moeda do país que vai viajar você adquire o chamado “dinheiro turismo”, uma opção (caso seja dólar por exemplo) que custa mais caro do que o dólar comercial, mas é a disponível para pessoa física.
Quando você faz a aquisição desse dinheiro além de pagar pela cotação do dólar na data da aquisição, ainda paga 0,38% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre o valor total.

Desvantagens de utilizar o cartão de crédito

Devemos ter a consciência de que nem todos os cartões são internacionais, por isso não é qualquer cartão que servirá para uma viagem internacional. Além disso mesmo aqueles que oferecem a opção de serem utilizados também no exterior geralmente dependem de um aviso à operadora de que possivelmente serão utilizados em compras internacionais, pois em alguns casos a operadora pode bloquear compras no exterior por motivos de segurança.

Outro porém ao utilizar cartão de crédito em viagens internacionais é que as empresas de cartão de crédito geralmente fazem a conversão em dólares, algo que pode encarecer bastante a fatura, mesmo que você compre em outra moeda como por exemplo o euro, este será convertido em dólar para depois ser convertido em real.
Essas compras que são convertidas em dólar tem o agravante de terem a conversão feita no fechamento da fatura o que pode encarecer a fatura caso o dólar suba de preço, já algumas empresas fazem a conversão com base na cotação do dólar na data da compra.

Além de tudo isso, quando o cliente faz pagamentos com cartão no exterior, o consumidor fica sujeito a um IOF de 6,38%.

Vale ou não vale a pena usar o cartão de crédito em viagens internacionais?

A questão é que responder a essa pergunta requer uma análise minuciosa porque vai depender muito do que você considera crucial, segurança, comodidade, economia, vantagens?
Os cartões de crédito internacionais que oferecem mais regalias costumam ter uma anuidade mais cara, porém dependendo da sua pretensão, embora com menos vantagens, existem opções de cartões internacionais sem anuidade como Nubank, Digio, Petrobrás e alguns outros.

O cartão de crédito com certeza é mais prático e mais seguro, afinal qualquer percalço você pode bloquear o cartão por exemplo. Já viajar com dinheiro provavelmente sairá um pouco mais barato, já que a taxa de IOF associada aos gastos com cartão de crédito costuma ser mais alta, o que não quer dizer que seja o mais cômodo. Por isso cabe somente a você a decisão.
O mais indicado com toda certeza seria utilizar os dois meios, se você contar só com o dinheiro pode acabar gastando mais do que imaginava e passando sufoco no final, por isso leve sempre o cartão, até porque ele permite um melhor acompanhamento e controle dos gastos. Se tiver preferência pelo cartão de crédito tenha pelo menos um pouco de dinheiro para imprevistos.

Quer saber mais sobre as opções de cartão de crédito e seus benefícios veja nossos posts!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*