Em meio à crise as pessoas estão cada dia mais endividadas, é triste mas infelizmente é real, segundo o levantamento da Confederação Nacional do Comércio, em junho de 2019 64% das famílias brasileiras estavam endividadas, esse é o maior nível registrado desde julho de 2013.

Mas não precisa continuar assim, está na hora de mudar essa situação, as pessoas devem aprender com o erros e não permanecer neles, se você é um desses super endividados precisa conhecer essas 3 lições.

1- Revise seu orçamento e corte o supérfluo.

Infelizmente o desemprego está devastando as famílias brasileiras, por isso se você está coberto de dívidas é hora de revisar seus gastos e ganhos, se você está trabalhando é hora de se utilizar seu salário para o essencial e para pagar suas dívidas, se não está, aí mesmo é hora de conseguir uma renda alternativa e não gastar com mais nada.

Afinal se você está nessa situação deve mesmo ter gasto muito com o supérfluo, ninguém fica endividado gastando somente com o essencial, é uma pena mas esse momento é de subsistir para quitar as suas dívidas se for necessário.

Parece de mais não é?! Mas precisa ser, corte as saidinhas do fim de semana, corte as comprinhas no Shopping, corte os gastos com a vaidade, pelo menos por um tempo, faça você mesmo tudo o que você puder.

Se você puder, de preferência, fuja do cartão de crédito, ele pode ser um grande aliado mas também pode ser um grande inimigo, se seu cartão for daqueles que exigem consumo mínimo para não pagar anuidade utilize ele para o básico, afinal você não vai ficar sem comer não é?!

Cuidado para não cair em ciladas, muitas pessoas entram em uma furada para cobrir a outra, por isso fuja do cheque especial, ele é uma dessas e pode te deixar ainda mais endividado.

2- Drible o desemprego. 

Sabemos que as coisas não andam fáceis, mas mesmo assim existem alternativas para tentar fugir do desemprego. Cada dia mais aumenta o número de profissionais autônomos, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) o número de pessoas que trabalham por conta própria no Brasil é de 23,3 milhões, além de 11,2 milhões de trabalhadores informais.

Apesar de esse cenário não ser o ideal essa é a forma que os brasileiros encontraram de lidar com a crise. Então como diz o velho ditado: “quem não tem cão caça com gato” e a vida tem que ser mesmo assim, na falta de algo concreto seja criativo, busque novas formas de obter renda, dá para sobreviver fazendo bicos e produtos artesanais.

A internet está aí para ajudar e oferece diversas alternativas de cursos acessíveis e práticos para você começar a trabalhar por conta própria e sair do vermelho já! Basta pesquisar que você vai encontrar inúmeras alternativas super bacanas e com certeza você vai se identificar com alguma.

3- Honre seus compromissos

Não existe nada mais importante do que a honra e não é porque você está devendo que você não é uma pessoa honrada, então essa é a hora de provar isso, não deixe seu nome na lama, priorize o pagamento de suas dívidas.

Procure o credor para negociar o pagamento de suas dívidas, saiba qual a proposta que ele vai te oferecer e se for algo absurdo faça uma contraproposta, toda tentativa é válida, o que você não pode fazer de modo nenhum é fazer uma negociação que não conseguirá cumprir.

Não tenha medo de ir atrás de negociação e de propor soluções, afinal mais do que você a instituição credora tem todo o interesse de receber. A dica é sempre vá atrás de negociação com tudo planejado, quanto você pode pagar mensalmente, qual o desconto mínimo que pretende aceitar e qual proposta você pretende fazer ao credor e se pretende juntar o dinheiro e pagar tudo de uma vez, nesse caso pode ter um desconto maior.

A ideia é ter consciência do problema e encontrar soluções, o quanto antes melhor, pois quanto mais o tempo passa mais a dívida cresce, nesse caso sem querer parecer clichê mas depende única e exclusivamente de você, então vamos lá!           

Deixe seu Comentário