As ofertas da Black Friday são uma boa oportunidade para comprar tudo aquilo que você estava precisando e ainda economizar, mas neste momento é preciso ter um cuidado redobrado.

Afinal de contas, assim como as promoções aparecem neste período, também é preciso tomar cuidado para não acabar caindo no conto do “falso desconto”, quando as empresas aumentam os preços dias antes para, no momento do evento, reduzi-los novamente.

A Black Friday surgiu nos Estados Unidos, numa data que seria o pontapé para o início das compras de Natal. Por lá, ela é conhecida pelas filas quilométricas e consumidores fazendo plantão nas lojas para conseguirem os melhores descontos. Já no Brasil, a Black Friday surgiu em 2010 e é mais forte no e-commerce, embora também esteja bem presente nas lojas físicas.

Nos últimos anos, as vendas online, não só da Black Friday, mas também da Cyber Monday, tornaram-se uma parte essencial do calendário de compras das festas de final de ano. Com preços reduzidos em roupas, eletrônicos e vários outros produtos, essa data é reconhecida como uma boa oportunidade de comprar presentes por um preço menor.

Apesar disso, ainda há muitos estabelecimentos que tentam enganar você consumidor, oferecendo descontos nem tão vantajosos assim! Para fugir desse tipo de situação e, de fato, economizar nas compras, o Unum te apresenta, na sequência, 13 dicas bacanas para, ao fim, conseguir tirar proveito dessa data que já caiu no gosto popular aqui e pelo mundo!

1. Faça uma lista de prioridades

Comece separando os produtos por níveis de prioridade. Primeiro, anote aqueles que você realmente precisa, depois passe para os produtos que você deseja, mas que não são tão necessários assim e, por último, os presentes.

Com a lista em mãos, é mais fácil procurar os produtos importantes e não se deixar envolver em meio a um mundo de descontos.

2. Defina produtos semelhantes

Complete a lista que você criou anteriormente com alguns produtos semelhantes aos que você deseja ou necessita comprar e que podem ser substituídos de forma eficaz.

Dessa forma, caso algum produto que você queria muito se esgote rapidamente ou não entre em promoção, você já terá listado alguns similares que podem substituí-lo.

3. Antecipe as compras de Natal

Esse é um bom momento para se investir nos presentes e compras natalinos. Você pode evitar as filas e não vai acabar deixando as compras para a última hora, quando os preços costumam ficar exorbitantes.

Pense com calma naquilo que você pretende comprar para o Natal e coloque na lista. Não extrapole o limite que você definiu previamente para estes presentes.

4. Efetue o seu cadastro prévio

Listas prontas? Já sabe em que sites vai comprar? Então chegou a hora de criar o seu vínculo com as empresas escolhidos, onde você considerou melhor comprar.

Não deixe para se cadastrar apenas no dia da compra, o site pode congestionar ou ter falha no carregamento. Crie logo sua conta para não acabar perdendo as promoções.

5. Saiba o que você está comprando

Devido ao alto número de acessos, alguns sites costumam congestionar no dia das promoções. Assim, se você já souber as especificações do produto que quer, não perderá tempo pesquisando e não corre o risco de errar na escolha.

Avalie, também, se vale a pena trocar o celular, o computador ou a televisão. Mesmo que o desconto seja bom, o produto pode não ser exatamente melhor do que aquele que você já tem, certo?

6. Confira se a loja é mesmo confiável

Nessa época de promoção surgem muitas lojas de fachada, que parecem confiáveis, mas não são. Uma boa dica é checar no site Reclame Aqui, ou mesmo no site do Procon, eles listam as lojas e avaliam a reputação delas. Até mesmo o Google pode ser seu aliado nessa busca.

Verifique se algum conhecido já comprou na loja que você está querendo comprar. Prevenir-se nunca é demais, não é verdade?

7. Estabeleça um limite de gastos

Antes de pensar em fazer qualquer compra, é necessário analisar seu orçamento e ver qual a sua real condição financeira. Na Black Friday não é diferente, avalie suas finanças e saiba exatamente qual o limite que você pode gastar.

Afinal, não adianta nada satisfazer todos os seus desejos de consumo momentâneos e fazer dívidas que você não poderá pagar depois, não é mesmo? Lembre-se sempre: compra inteligente é aquela que não pesa ou não pesará no seu bolso!

8. Monitore as promoções

Se inscrever nos canais de newsletter também pode ser muito eficiente. Você receberá em primeira mão as novas promoções e não vai deixar passar nada. Além disso, fique atento aos falsos descontos, algumas lojas aumentam o preço do produto para diminuir no dia da Black Friday e assim fazer parecer que o produto está com um desconto bem maior.

Outra ideia bem legal é deixar os produtos selecionados no carrinho. Muitas lojas podem ter campanhas de desconto extra para finalizar vendas e esses descontos podem ser enviados para o seu e-mail.

9. Compare preços

Em edições passadas, a Black Friday brasileira foi motivo de piada com o bordão “tudo pela metade do dobro”. Apesar disso, sites como o Buscapé e  o Zoom podem ser seus grandes aliados e te ajudar na tarefa de comparar preços. Um determinado produto pode ter um desconto maior em uma loja do que na outra, não custa nada conferir.

Quanto mais você souber sobre o histórico de preços de um produto, mais bem preparado estará na Black Friday. Se uma TV tiver tido um preço ainda menor no passado, por exemplo, as chances são boas de que isso aconteça novamente.

10 Mantenha a Calma

Não se preocupe em comprar tudo no dia da Black Friday. Existem muitas oportunidades de desconto ao longo do mês, você não precisa ir correndo comprar a primeira que aparecer.

Inclusive, algumas empresas investem em outros dias (cyber monday), semanas (black week) e até mesmo um mês (black month) de promoções especiais.

11. Use o Cashback para ampliar seu desconto

Há uma maneira de economizar ainda mais na Black Friday, na Cyber Monday e em todos os outros dias de compras do ano: use um serviço de devolução de dinheiro, o cashback.

Os sites de reembolso permitem que você receba dinheiro de volta em compras. Confira aqui os 4 melhores aplicativos para ganhar com cashback.

12. Saiba que nem tudo é um bom negócio

Nem tudo oferecido na Black Friday é, de fato, um bom negócio. Muitas vezes, os varejistas não oferecem seus menores preços até mais perto de 25 de dezembro.

Isso pode significar que o item à venda com 30% de desconto pode cair para 40% ou mais quanto mais perto chegar o Natal.

13. Pesquise bem e aproveite

Alguns esperam o ano todo para a temporada de compras da Black Friday, com a promessa de conseguir o melhor preço do ano em uma nova TV, tablet, impressora ou aparelho de alta tecnologia. Apesar disso, não deixe que todo o hype da Black Friday te engane. Você pode acabar pagando demais se for levado por preços disfarçados de pechinchas fantásticas, e pode perder ótimas ofertas se não fizer sua pesquisa.

Além disso, não esqueça que a melhor forma de controlar os gastos é fazendo o registro deles. Para isso, você pode utilizar um app de controle financeiro ou uma planilha. Comprar com tranquilidade financeira fica muito mais fácil! Portanto, determine com antecedência o quanto você pode gastar com as compras da Black Friday e faça o possível para resistir à compra por impulso!