Na semana passada, o Unum te contou a história, as funções e os principais objetivos do FMI (Fundo Monetário Internacional), surgido no contexto do pós-Segunda Guerra Mundial. Também nesta época, foi criada outra instituição importante, o Banco Mundial, que objetivava ajudar na reconstrução dos países europeus e do Japão.

Com o passar do tempo, no entanto, seu foco se voltou para auxiliar os, especialmente, os países em desenvolvimento, concedendo-lhes empréstimos, com juros bem abaixo do mercado. É o maior e mais renomado banco de desenvolvimento no mundo. Sua sede é em Washington, nos Estados Unidos, maior acionista do banco.

Quer saber mais sobre esta importante instituição que ajuda no desenvolvimento de países pelo mundo? Como é sua atuação e suas principais funções? Continue por aqui! Na sequência, todos os detalhes da atuação do Banco Mundial, desde seu surgimento, até os dias atuais. Acompanhe!

Como surgiu o Banco Mundial?

Com a devastação e destruição de muitos países europeus no período pós-segunda guerra mundial, houve uma preocupação em relação à reestruturação desses países. Neste contexto surge, em 1944, o Banco Mundial, nomeado inicialmente de Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), que tinha como objetivo principal a reconstrução da Europa e do Japão.

No entanto, com a consolidação do Plano Marshall, que foi um programa de ajuda econômica dos Estados Unidos que praticamente tinha o mesmo objetivo do BIRD, o banco optou por concentrar suas atividades em promover o desenvolvimento econômico na América Latina, África e Ásia, que são os continentes em que se concentram os países em desenvolvimento.

Como funciona o Banco Mundial?

O Banco Mundial oferece diversos serviços aos seus 187 países associados, entre eles o Brasil, que se juntou ao Banco apenas em 1993. São oferecidos estudos sobre diversos temas de desenvolvimento, consultorias para os governos sobre políticas públicas voltadas para o crescimento econômico, além de empréstimos que são concedidos a uma taxa de juros inferiores aos praticados pelo mercado internacional.

Como é uma grande agência financeira internacional, o Banco Mundial é subdividido em cinco instituições, que o auxilia em suas atividades: o Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), a Associação Internacional de Desenvolvimento, a Corporação Financeira Internacional, a Agência Multilateral de Garantia de Investimento e o Centro Internacional para Arbitragem de Disputas sobre Investimentos.

Hoje em dia, cerca de 150 países colaboram com recursos financeiros. As decisões sobre os investimentos e as alocações dos empréstimos são realizadas através de votos das nações associadas. Vale lembrar que o voto de cada nação tem um valor proporcional, ou seja, quem contribui mais para o montante do banco tem um poder de decisão maior. Outro detalhe importante é que os Estados Unidos se constitui como o único país que tem poder de veto às decisões, já que é o principal acionista do Banco Mundial.

O Banco Mundial possui um criterioso conjunto de normas para a cessão de empréstimos de investimento. Geralmente, países com fama de “bons devedores” têm maiores facilidades de receber esses investimentos desde que ele seja direcionado a projetos que visem o desenvolvimento social e econômico do país. O tempo para quitação do empréstimo e as taxas de juros que serão aplicadas dependem da situação financeira, do projeto que será realizado com o investimento e do histórico da nação como devedor do banco.

Objetivos e áreas de atuação do Banco Mundial

Ao longo de sua história, o Banco Mundial foi assumindo um importante papel de promover o desenvolvimento através de financiamentos de projetos que combatam índices socioeconômicos desfavoráveis, além de defender uma utilização sustentável dos recursos naturais existentes no Planeta.

O banco atua em áreas sociais como educação, saúde, agricultura, infraestrutura, além de setores que carecem de investimento para os países em desenvolvimento.

O Banco Mundial, além de auxiliar no fornecimento de empréstimos e na ajuda da reconstrução econômica e humanitária dos países, atua também na questão ambiental, direcionando verba e estabelecendo ações para combater a poluição atmosférica, agravada pela emissão de poluentes, e na defesa da preservação do meio ambiente em todo o planeta.

Objetivos principais do Banco Mundial

Atualmente, o Banco Mundial tem como principais objetivos:

  • Estimular o crescimento dos países-membros incentivando seus desenvolvimentos agrícolas e industriais;
  • Erradicar a pobreza extrema no mundo;
  • Colaborar financeiramente para o desenvolvimento de programas ambientais, educacionais e sociais;
  • Incentivar, através de empréstimos, o desenvolvimento da infraestrutura, saneamento básico e geração de energia;
  • Oferecer informações técnicas e projetos que visem o desenvolvimento socioeconômico dos países participantes;
  • Atuar no intercâmbio de conhecimentos inovadores entre os países-membros.
4 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*