A partir de agora, todas as companhias ligadas à área da saúde terão sua análise de pedidos de empréstimos facilitada pelo banco Santander. Com a crise financeira gerada pela pandemia do novo coronavírus no Brasil, dezenas de bancos que atuam no país estão se unindo para realizarem doações e criando medidas internas que facilitam o acesso ao crédito pelas pessoas que mais precisam nesse momento.

Nesse texto vamos falar sobre duas iniciativas criadas pelo banco Santander, que já está consolidado a vida financeira dos brasileiros há 38 anos. São estas: a criação de uma ferramenta de análise para empréstimos que agiliza o recebimento do dinheiro por parte de empresas envolvidas com a saúde e a prorrogação nos vencimentos dos boletos de financiamentos de carros, bens e serviços de 60 dias.

Como Funciona a Análise Para Empresas Envolvidas Com a Saúde?

De acordo com Cássio Schmitt, diretor de empresas, governos e instituições da filial do banco no Brasil, no último mês houve uma grande procura de empréstimos financeiros por parte de grande e pequenas empresas envolvidas diretamente na prevenção e tratamento do novo coronavírus.

A fim de auxiliar essas instituições e, consequentemente a diminuição da taxa de mortalidade pela Covid-19 no Brasil, o executivo afirmou que o banco passou a fazer uma análise de forma mais automatizada nas solicitações de crédito, o que permite que os recursos sejam liberados mais rapidamente. “Quando enxergamos essas demandas e conseguimos apartar, em poucas horas conseguimos aprovar o crédito”, disse.

Tal facilidade já trouxe resultado imediato e tem sido responsável pela rapidez com que o dinheiro é liberado para essas empresas. Nas duas últimas semanas por exemplo, foram emprestados R$ 260 milhões para 19 projetos que envolvem a produção de máscaras de proteção, respiradores, aquisição de testes rápidos e compra de medicamentos.

Quais são os pedidos mais comuns?

Os pedidos mais comuns são para suprir capital de giro, aquisição e produção de suprimentos usados para o combate do novo coronavírus. As instituições que trabalham em outras áreas também estão sendo analisadas pelo banco, mas seu processo não passa pela nova ferramenta, então o período de aprovação tende a ser um pouco maior do que as demais.

Por enquanto, apenas as empresas de saúde que estão recebendo essa atenção especial, e Schmitt justifica: “nos casos das empresas de saúde, temos tentado fazer a análise de forma apartada das demais, para dar uma velocidade maior, porque o dinheiro é necessário agora para produção e compra já amanhã”.

Santander Permite Prorrogação de Parcelas de Crédito

Na última quarta feira (15) foi anunciada outra medida com o intuito de dar fôlego financeiro em meio à crise, só que desta vez é voltada para pessoas físicas. Agora, os clientes Santander podem prorrogar por até 60 dias as parcelas de financiamento de veículos, bens e serviços realizados no banco.

Além disso, ainda é possível do prazo de contratos e, consequentemente, diminuir o valor das parcelas. O diretor da Santander Financiamentos, André Novaes, diz que a instituição entende o momento como desafiador para todos: “até mesmo clientes com todas as contas em dia podem estar precisando de mais fôlego”, pontua.

Mas não são só esses que vão usufruir da iniciativa do Santander. Para adquirir este benefício, deve-se realizar a solicitação pelo site ou aplicativo do banco e a proposta é válida até para aqueles que estão inadimplentes, desde que sejam elegíveis às condições da financeira e não tenham feito nenhuma renegociação anteriormente.