Com o surgimento da era digital, temos muito mais acesso ao controle das nossas finanças pessoais através de aplicativos que substituem o antigo caderninho de acompanhamento do orçamento.

Ao mesmo tempo, vemos através das redes sociais, hábitos de consumo de pessoas que admiramos e muitas vezes queremos comprar, talvez nem por necessidade, mas para ter algo que os outros possuem.

Mesmo tendo começado como aplicativos baseados no interesse e socialização dos usuários, muitos serviços de mídia social evoluíram para ferramentas de publicidade.

E se eu te dissesse que as redes sociais são uma armadilha financeira e podem estar prejudicando suas finanças pessoais?

Quer saber como? Vamos te explicar nesse post, acompanhe abaixo.

Por que as Redes Sociais Podem Atrapalhar Minhas Finanças?

Você já parou pra pensar em como está gastando seu tempo e seu dinheiro? Cada vez que você se conecta a uma rede social está exposto a uma série de anúncios e, se não ficar atento, acaba cedendo aos impactos de marketing.

Abaixo vamos te mostrar algumas estratégias de publicidade que você convive diariamente:

Anúncios Segmentados

Os anúncios segmentados funcionam da seguinte forma, o Google exibe automaticamente os anúncios que segmentam seu conteúdo ou público alvo.

Você já estava mexendo em uma rede social e apareceu um anúncio pra você que é de seu interesse, mas você não tinha procurado ainda? Então, essa é a intenção da publicidade direcionada, com essas propagandas, os anunciantes podem alcançar usuários com base nas informações demográficas e nos interesses (gravados através de links acessados, palavras chave no google, e outros critérios.)

Se você pesquisa com frequência técnicas para acalmar bebês e amamentação, por exemplo, o Google compreende que você é mãe, então é um dado importante para oferecer produtos específicos antes de você sequer pesquisar por eles.

Prova Social

A Prova Social é um fenômeno psicológico conhecido há muitos anos no qual uma pessoa olha para o comportamento de um grupo que tem uma posição social mais privilegiada do que a dela, e quando não sabe como agir, observa como este grupo se comporta e repete suas ações.

Com o surgimento de redes sociais de larga escala, como Facebook, Twitter e Instagram, a prova social é benéfica para as empresas pois ela tende a aumentar a percepção da confiabilidade da mesma e do valor do seu produto.

Imagina que você percebe que a mais nova empresa de vestuário tem uma postagem de um produto novo com 30.000 curtidas, é provável que você esteja mais inclinado a comprar algo em seu site sem nem mesmo precisar fazer pesquisas sobre a marca, não é mesmo?

Esse fenômeno ocorre no nosso subconsciente e não acontece de maneira proposital, mas como tudo na vida, pode ser moderado.

Comparar e Acompanhar

Sabe aquela ideia de acompanhar o que seu vizinho está comprando e comprar o mesmo para evitar sentir-se fracassado? Pois bem, as redes sociais também auxiliam na disseminação desse comportamento.

Por exemplo, uma pessoa que recebe um salário mínimo e ajuda no sustento da casa, seu celular estraga e ao observar a postagem do outro com um Iphone novo, logo pensa que é necessário que tenha o mesmo aparelho para aparentar ser bem sucedida.

Como as pessoas não postam pagando o mínimo das parcelas no cartão, ou contando as moedinhas para pagar aquelas férias invejáveis, focamos somente nas conquistas e muitas vezes fazemos compras que não podemos pagar de verdade e vamos para longe dos nossos objetivos financeiros fazendo dívidas por causa de postagens no Instagram.

O Fenômeno “Mera Exposição”

Este conceito psicológico se baseia na ideia de que quanto mais você estiver exposto a algo (pode ser imagem, pessoas, marcas, etc), mais você vai gostar.

Se aproveitando disso, muitas emissoras de TV repetem as propagandas, ou até mesmo mostram imagens frequentes de determinados produtos para que fiquem gravadas em sua memória.

Como consumidores, temos uma memória visual que é construída não só pelo conhecimento da marca e do produto, mas das impressões positivas que temos deles quando vemos sua exposição com frequência.

A longo prazo, o efeito da “mera exposição” contribui para aumentar a probabilidade de comprarmos um produto ou serviço dos anunciantes que mais aparecem, ao invés do melhor produto. Por isso que patrocinadores de time de futebol, por exemplo, pagam tão caro para terem suas marcas impressas nas camisas, pois quanto maior a exposição, maior a possibilidade de venda.

Como Evitar Cair Nas Armadilhas Publicitárias?

Já entendemos que a mídia social tem uma grande influência em nossas escolhas na hora de comprar, mas como posso deixar de cair nessas armadilhas?

Se ao ler este artigo você percebeu que está consumindo impulsivamente, tenha em mente que para evitar cair em dívidas, você só deve comprar o que realmente precisa, então ao ver um anúncio, pergunte-se: eu realmente preciso disso?

Se a resposta for sim, faça um planejamento para comprar o produto de maneira que não pese no seu bolso, e não compre na primeira propaganda que encontrar, pesquise mais, para ter a certeza de que está comprando o melhor produto, pelo melhor preço e condições de pagamento.

E por fim, sempre é bom manter seu orçamento doméstico em ordem, quando sabemos quanto temos e quanto podemos gastar, diminuímos nossos gastos por impulso e conseguimos economizar mais, pois a verdadeira economia, começa dentro de casa.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*