Existem alguns termos que pelo fato de serem mais desconhecidos, não damos muita importância em procurar saber o que é. Um termo que se encaixa bem nesse exemplo é a “tabela price”. Ela é um sistema de amortização bastante utilizado em financiamentos de imóveis.

Saiba como funciona e descubra que você já deveria saber sobre a tabela price!

O que é a tabela price

Essa tabela é conhecida como sistema de amortização francês (SAF). Esse sistema foi criado em 1771 por Richard Price e seu objetivo é ser uma solução no cálculo de aposentadorias e pensões, entretanto, o sistema com o passar dos anos teve enorme utilização em financiamentos no geral.

Usando a tabela, todo o financiamento passa a ter parcelas iguais, diferente do que acontece com os financiamentos que utilizam o sistema de amortização tabela SAC, que as parcelas são decrescentes.

O financiamento

Duas bases são essenciais para um financiamento, são elas: amortização e saldo devedor. Entenda o que é cada um deles.
Saldo devedor
O saldo devedor é a quantia que o cliente deve ao credor. Assim, no caso de um financiamento de imóvel, o saldo devedor será o valor total do imóvel que o cliente financiou.
Amortização
Já a amortização é a subtração que acontece no saldo devedor com o valor já quitado de cada parcela do financiamento.

Como funciona a tabela price

Ao utilizar a tabela Price, as parcelas iguais são o que compõe o financiamento do início ao fim. Com o sistema, a quantia paga em cada parcela é usada para saldar juros, diminuindo bem pouco o saldo devedor.

Assim, como o cálculo dos juros leva em consideração o quanto você deve ao banco, quanto maior o saldo devedor, maiores serão os juros cobrados. Dessa forma, no final do financiamento esse cálculo faz com que você acabe pagando mais em relação a um financiamento que usa a tabela SAC.

Se for o caso de você querer uma renegociação ou simplesmente não está satisfeito com o serviço oferecido pelo banco, pelo sistema de amortização você pode sair no prejuízo. Isso se deve ao fato das primeiras parcelas serem usadas só para os juros e na troca de banco, pode ser que você ainda esteja devendo o financiamento, mesmo ja tendo quitado alguns meses.

Você sabe como escolher a melhor opção de financiamento? Confira aqui!

Deixe seu Comentário