Tradicionalmente, os investidores ricos pagam para consultores e gestores financeiros analisarem seus extratos do banco, e traçarem um plano personalizado para seu dinheiro render mais.
Esses consultores ficam responsáveis por acompanhar todos os investimentos e fazer uma gestão personalizada, de acordo com a carteira de investimentos e necessidade dos cliente.
O problema é que essa gestão não é acessível para todos, pois sai um serviço muito caro – geralmente são clientes com cheques acima de R$ 1 milhão para investir – que é inviável para muitos.
Quer investir em Bolsa de valores? Confira qual o investimento mínimo.

O Robô do Investimento

Pensando na dificuldade acima, quatro fintechs brasileiras resolveram mudar isso: Magnetis, Vérios, Monetus e Warren.
Há alguns anos elas se lançaram no mercado com o robô do investimento, que nada mais é do que um software que automatiza processos relacionados a transações financeiras. Eles ajudam a analisar e escolher os melhores investimentos, escolher a melhor corretora de valores, executar aplicações financeiras, monitorar o desempenho dos investimentos e resgatar aplicações de acordo com determinadas regras.

E o melhor, são acessíveis para qualquer investidor, inclusive alguns são gratuitos. A única coisa realmente necessária é um computador que esteja ligado durante todo o pregão e conectado à internet.

Se você gosta de investir em day trade, nem sempre pode ficar o dia todo na frente do computador acompanhando gráficos e fazendo outras coisas ao mesmo tempo, não é mesmo? Mas o robô de investimento consegue acompanhar vários papéis ao mesmo tempo, até aqueles que desejam fazer trades mais alongados como o swing trade, ele monitora os gráficos e a oportunidade perfeita, a única coisa que você precisa fazer é programa-lo para isso.

Você como “Gestor” Do Novo Robô De Investimento

Uma das empresas citadas acima, a Monetus, lançou um novo segmento nos robôs de investimento, onde ela tira a decisão final apenas dos algoritmos e permite que o cliente tenha a liberdade de escolher os investimentos que quer colocar na sua cesta.
“Descobrimos que o investidor quer ter liberdade de escolha, na maior parte das vezes ele não quer um produto 100% automatizado”, explica Vinícius Soares, cofundador da Monetus, responsável pela área de produtos. “Essa ferramenta vai permitir que ele faça a ponta final de uma maneira muito simples, munido de muita informação.”

A ferramenta da Monetus leva em consideração todas as métricas possíveis para avaliar um fundo, como: rentabilidade, volatilidade, tamanho da gestora, taxa de administração, etc.
Você se lembra do gestor financeiro que falamos no início do artigo? Pois bem, a ferramenta faz o que ele fazia, analisa e traz os dados “mastigados” em forma de ranking com os melhores investimentos para você escolher em quais quer aplicar.

Segundo a empresa, quanto mais próximo de cinco estrelas, melhor a qualidade do fundo de investimento.
Além disso, você tem acesso a um simulador de carteiras que é capaz de combinar centenas de fundos diferentes dando a possibilidade de ser personalizada por você.
A inspiração veio da sueca Ikea, que tem como característica entregar o produto de forma simples de montar. Isso faz com que o cliente se sinta mais próximo do produto e dá mais valor ao processo.
“O cliente acaba criando uma relação afetiva com o produto. Na Monetus, o robô surge para facilitar essa montagem. Estamos entregando liberdade e confiança”, afirma Soares.

Caso você ainda não tem um robô de investimento, confira nesse artigo as melhores aplicações para investir seu dinheiro e veja o ranking que montamos para você.

Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*