A falta de dinheiro impede muitas pessoas de realizarem o sonho de fazer um curso superior. Sendo assim, muitos brasileiros optam por financiar os custos da faculdade que pode realmente ser um aliado na hora de matricular.
O que é muito comum é as pessoas fazerem o financiamento sem nem saber se realmente vale a pena. Os financiamentos podem ser do governo ou das próprias instituições e vamos te mostrar aqui um pouco sobre como funciona e responder a grande dúvida. Financiamento estudantil, vale a pena mesmo?

Financiamento estudantil pelo Fies

O FIES (fundo de financiamento estudantil) é um programa do ministério de educação para dar mais oportunidade de estudo aos brasileiros.

Esse tipo de financiamento é para cursos pagos e possibilita juros zero. O financiamento pode variar de acordo com a renda familiar do estudante. São essas duas modalidades abaixo:

  • Estudantes com renda per capita familiar mensal de até 3 salários mínimos. Para essas pessoas, as vagas oferecidas são com juros zero. Suas prestações serão de acordo com o limite de renda.

Caso o estudante não possua uma renda, será feito apenas o pagamento do mínimo.

  • A segunda modalidade são os estudantes com renda per capita familiar mensal de até 5 salários mínimos. Esses estudantes contam com os recursos dos fundos constitucionais e de desenvolvimento, e também com os recursos dos bancos privados parceiros.

Financiamento estudantil privado

Já o financiamento estudantil privado é parecido com um empréstimo pessoal que ajuda na quitação do curso.
Ao solicitar esse financiamento, o estudante recebe o dinheiro para pagar e depois, claro, precisa pagar o valor emprestado com os juros calculados.

A diferença entre financiamento privado e o fies é que o privado tem menos tempo para pagar a dívida e não exige a participação no enem.

Vale a pena fazer um financiamento estudantil?

Existem diversos fatores que influenciam na resposta à essa pergunta. Tudo depende da sua vida financeira atual e claro, seu projeto financeiro para o futuro também é levado em consideração, até porque, você irá passar um bom tempo pagando a dívida.

Antes de solicitar o financiamento, tudo precisa ser bem avaliado. Mas, no geral, se você quer muito entrar na faculdade e realmente não tem condições, busque as universidades e programas públicos antes de qualquer financiamento.

Nossa dica é que o financiamento seja evitado, mas se precisar, não será o fim do mundo, basta focar em pagar logo e ficar livre das parcelas!
Sabemos que a empolgação é grande, mas os gastos e juros são muito relevantes e pode te colocar em péssima situação no futuro. Então, tome bastante cuidado e não solicite nenhum financiamento sem fazer uma simulação de pagamento.
Bom, essas são nossas dicas pra você. Compartilhe com seus amigos também!

Deixe seu Comentário