Falhas Espetaculares: 18 Fracassos de Produtos Conhecidos

falhas-espetaculares

“Eu nunca falhei, só encontrei 10.000 maneiras que não funcionam.”

Disse Thomas A. Edison na sua busca implacável para criar uma lâmpada.

Se você pensa que as empresas grandes não erraram, você está totalmente enganado! Para te provar isso, vou te apresentar 18 fracassos de produtos de grandes empresas que tentaram lançar seus produtos, e acabaram se dando mal.

Saiba se é mais vantajoso você ter um carro ou andar de Uber e comece a economizar!

1- A Nova Coca Cola

Vamos começar essa lista com um dos produtos que se tornou muito conhecido, porém foi o maior fracasso do mercado do refrigerante: a New Coke.

Com o objetivo de combater a Pepsi, a Coca Cola alterou o sabor do seu refrigerante e lançou um novo produto.

Mesmo investindo pesado em propagandas, a mudança de sabor não foi bem aceita pelos consumidores.

Houve alguns protestos nas ruas com o objetivo de retirarem o produto do mercado e voltarem com o sabor antigo da Coca Cola tradicional.

Tenso, não é mesmo? Ainda bem que ouviram a voz do povo!

2- Pepsi AM

Em 1989 a Pepsi estava determinada a quebrar o mercado.

A empresa lançou a Pepsi AM para atacar o mercado de café da manhã.

Como a voz do povo é a voz de Deus, a Pepsi decidiu acabar com essa versão devido a má repercussão.

3- Amazon Fire Phone

A Amazon sempre demonstrou o desejo de entrar no mercado de smartphones…

Em 2014 com o lançamento do Amazon Fire Phone, ela conseguiu sua ambição.

Com o sistema operacional Android, ostentava a tecnologia de escaneamento facial 3D, o que não impressionou nem os consumidores nem os críticos.

A produção do Amazon phone foi de apenas 13 meses, contabilizando uma baixa de US$170 milhões, e aproximadamente 624 milhões de reais, e estoque físico mais de US$83 milhões, em torno de R$304 milhões de reais em outubro de 2014.

4- Pepsi de Cristal

A Pepsi não desistiu de inovar o mercado do refrigerante…

A empresa criou uma cola clara chamada Crystal Pepsi!

Eram vendidas como uma escolha de cola saudável, mas na verdade ele tinha 250 calorias e 69 gramas de açúcar.

O produto teve um vendas iniciais bem interessantes mas não emplacou,e teve seu fim em 1993.

5- Apple Newton

Antes de a Apple ser a empresa mais valiosa do mundo, tomou algumas decisões duvidosas, mais precisamente em 1993.

A Apple entregava para seus clientes assistentes pessoais digitais (PDA), uma experiência simples, portátil e flexível, que incluía a capacidade de fazer anotações mais rápido do que qualquer caneta e papel.

A realidade foi outra, e com diversos problemas com o reconhecimento de caligrafia de Newton, que o produto virou sinônimo de piada, inclusive pelos “Os Simpsons “.

Com um preço de US$ 700 (em torno de R$2.500 reais), era muito caro para a maioria dos consumidores naquela época.

6- Óculos Google

O Google Glass foi o lançamento super moderno para a época.

Os óculos permitiam aos usuários tirar fotos, obter direções por meio de ativação por voz, entre outras funcionalidades.

O preço era de 1.500 dólares (R$5.500 reais), mas tinha algumas características que não ajudaram o produto engrenar no mercado.

A duração da bateria era péssima, a interface era muito difícil de ser usada, fora a preocupação com a invasão de privacidade…

Vários estabelecimentos decidiram não vender o produto, deletando qualquer esperança de sucesso do Óculos Google.

7- Nintendo Virtual Boy

Em 1995, a Nintendo lançou um console capaz de exibir gráficos 3D estereoscópicos e prometendo “imergir jogadores em seu próprio universo privado”.

Com um design bem exótico, e os jogadores tendo que pausar os jogos de 15 em 15 minutos, o console não vingou e foi retirado do mercado em 1996.

8- Apple / Bandai Pippin

 

Alguém sabia que a Apple tentou entrar no mercado de jogos?

Steve Jobs, juntamente com a Apple, fez uma parceria com a Bandai, para produzirem um console de jogos, e também algo para fins educacionais, de entretenimento e informação.

Menos de 100.000 unidades foram vendidas, mas também pudera, com o valor em R$3.600 em dinheiro nos dias de hoje, não dava pra continuar não é mesmo?

9- Microsoft Zune

Construído para receber o iPod, o media player portátil Microsoft Zune teve seu trabalho eliminado desde o início.

O produto não teve aceitação no mercado e logo foi descartado.

10- Arch Deluxe

A McDonald’s também não foi bem na criação do Arch Deluxe.

O hambúrguer começou a ser vendido em 1996, feito com uma carne bem suculenta, em torno de 250g, um pão com gergelim, coberto com bacon, alface , tomate, queijo, cebola, ketchup e molho de mostarda e maionese “secreta”.

Somente de marketing foram gastos mais de R$600.000!

A McDonald’s só esqueceu de agradar os clientes, que não ficaram interessados e acabou saindo de linha.

11- Iogurte Cosmopolita

A Cosmopolitan que era uma das principais revistas femininas do mercado na época, oferecia aos leitores dicas de moda, beleza, dieta, fitness e sexo.

Tinha mercado também nas áreas de roupas de marca, roupas de cama, relógios e óculos.

Mas aquela história de quanto mais tem mais se quer, a empresa tomou a decisão de lançar produtos lácteos chamados Cosmopolitan Yogurt no ano de 1999, que não se manteve e logo foi retirado de produção.

12- Sega Dreamcast

A Sega foi responsável por uma das maiores frustrações do nossa infância, o Sega Dreamcast, um console destinado a colocar a Sega de volta ao mercado, no ano 1999.

Embora tivesse um hardware poderoso e com avaliações bem favoráveis ​​nos estágios iniciais, ele não conseguiu competir com o famoso PlayStation 2 e de quebra o Xbox.

13- Relógios Inteligentes do MSN Direct

Quem disse que a ideia do relógios inteligentes nasceu agora?

Bill Gates teve essa ideia em 2003, com o relógio SPOT, o Direct Watch da MSN, responsável em exibir placares esportivos, boletins meteorológicos e preços de ações.

Mesmo com um investimento alto em marketing do produto, não agradou os clientes e desapareceu definitivamente em 2008.

14- Oakley Thump

Imagine um óculos que você possa escutar música e se proteger do sol?

Meio estranho, mas em 2005 foi lançado o Oakley Thump!

O óculos era muito caro em torno de R$1.800 na época, com péssima qualidade de som e controles desajeitados.

Por ser muito caro e de difícil acesso da população, não foi bem aceito entres os jovens da época.

15- Twitter Peek

Imagine você com um aparelho para whatsaap, outro aparelho para facebook, um para Instagram, e outro para o Twitter…

Acredite se quiser, mas já tiveram essa idéia, e a rede social escolhida foi o Twitter.

Haja bolsa para carregar esse tanto de aparelho, melhor continuar com seu Smartphone, bem mais prático e menos complexo.

16- Netflix Qwikster

Não conheço ninguém que não goste do Netflix, mas aqui eles forçaram muito a barra…

Lançaram o Netflix Qwikster, para DVD! Sim, para aparelhos de DVD.

Quem utiliza isso hoje em dia, não é mesmo?

O serviço não era integrado com o Netflix tradicional, então o usuário tinha que se registrar no novo serviço de streaming, em dois sites separados, e ainda pagar as duas empresas separadamente a cada mês e a manutenção de dois perfis separados.

Não é de se assustar que o lançamento foi um fiasco e nunca mais ouvimos falar do Netflix Qwikster.

17- Página Inicial do Facebook

O Facebook também entra nessa lista, lançou uma interface de usuário diferente para smartphones Android.

O objetivo era se tornar a tela inicial de todos os celulares, estranho não é mesmo?.

Claro que a ideia não colou, e os como você tinha que pagar por isso, logo não rendeu o que o Zuckerberg esperava e foi desmontada toda a operação em torno deste produto.

18- Cigarros Premier Sem Fumaça

Já imaginou ser fumante, e não ter que inalar a fumaça dos cigarros?

Foi o que a RJ Reynolds, a segunda maior empresa de tabaco dos EUA, tentou fazer nos anos de 1988.

Na tentativa de tornar o fumo mais seguro, a empresa lançou o Premier sem fumaça.

Infelizmente o produto falhou em todos os aspectos!

Não deu aos fumantes sua fumaça habitual, tinha um gosto horrível, e ninguém sabia se era seguro.

Foi uma ideia bem cara, que custou quase US$ 1 bilhão de dólares para Reynolds.

E aí, conheceu algum desses produtos?

Quer aprender uma nova língua? Descubra 10 dicas que irão te tornar um bilíngue mais rápido do que você imagina.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

Sem comentários