Quem mora junto com uma ou mais pessoas sabe que controlar os gastos do lar não é das tarefas mais fáceis. Afinal, além das contas que não param de chegar, cada um tem a sua vida financeira particular e vez ou outra as finanças se misturam.

Não à toa, a conta conjunta é cada vez mais procurada como solução, já que ela oferece a oportunidade do casal, família ou grupo de amigos não extrapolar o orçamento outrora estabelecido. Porém, esse tipo de modalidade sempre traz inúmeras dúvidas.

Por isso, resolvemos as principais e montamos um guia para facilitar sua busca para saber se deve ou não contratar uma. No fim, contaremos se há uma conta conjunta digital e qual (ou quais) bancos oferecem essa variante.

O que é uma conta conjunta?

Então, o primeiro passo que você precisa ter em mente é que essa variante é uma conta bancária única com mais de um titular. Normalmente, quem costuma buscá-las são casais, membros de uma família (pais, filhos e irmãos) ou amigos que dividem uma mesma residência. Porém, não necessariamente essas pessoas que dividem a conta precisam ter um parentesco.

Quais são os tipos de conta conjunta?

Atualmente, existem dois tipos de conta conjunta disponíveis nos bancos brasileiros. O primeiro deles é a solidária, na qual qualquer um dos titulares da conta pode fazer movimentações financeiras de forma independente.

Porém, existe a conjunta simples, mais utilizada por pais e filhos, na qual para fazer movimentações, é necessária a assinatura de cada correntista, o que dá maior controle nas ações. E abrir uma conta em qualquer uma das vertentes não é nenhum bicho de sete cabeças.

O processo é bem similar ao de abertura de uma conta corrente individual. A diferença está, basicamente, nos documentos solicitados pela instituição, que deverão ser apresentados por todos os titulares. Isso, claro, varia de banco para banco.

Mas, vale a pena ter uma conta conjunta?

Então, para ter uma é preciso pensar bem e olhar a situação e quem convive com você. Ter uma conta conjunta pode ser bem útil. Se você, por exemplo, tem um filho adolescente ou pais idosos, consegue controlar as finanças deles e ajudá-los no que for preciso durante o dia a dia, sem precisar necessariamente estar ao lado.

Também há o fator economia, uma vez que, nos bancos tradicionais, que ainda cobram muitas tarifas para manutenção da conta, ter esse tipo de modalidade reduz os encargos. Porém, há um lado negativo: como diz o poeta, dinheiro na mão é vendaval, e é preciso sempre lembrar a cada um dos titulares que o saldo ali disponível pertence aos dois correntistas.

Ok, mas como faço declarar no Imposto de Renda?

Não se preocupe. Assim como no caso de contas individuais disponibilizam um informe de rendimentos para seus correntistas. Ele vem sempre no nome do primeiro titular, mas vale para todos, sempre citando a modalidade.

Existe uma conta conjunta digital?

Sim, existe! Porém, tão comum em bancos tradicionais, como o Banco do Brasil, Bradesco e Itaú, somente o Digimais (do Banco Renner) até o momento desta publicação havia disponibilizado uma conta conjunta digital.

Assim como na conta digital individual, a conjunta tem abertura feita 100% online. Porém, para tal, é necessário que um dos titulares tenha essa modalidade e, posteriormente, convide um segundo titular para abrir a modalidade, que pode ser simples ou solidária.

Assim como no caso da individual, a conta é isenta de tarifas. Abaixo, seguem alguma das vantagens:

  • Não há qualquer cobrança de tarifa;
  • Não exige comprovação de renda;
  • Sem restrição ao negativado;
  • Consulte saldo e extrato;
  • Faça recarga de celular;
  • Pague boletos e contas pelo app;
  • Sem cobrança de DOC e TED;

A conta também oferece um cartão de crédito internacional e sem anuidades da bandeira Visa, uma das mais conhecidas do mundo e aceita em mais de 200 países.

Como faço para abrir minha conta conjunta digital Digimais?

O processo é bem simples:

  • Baixe o app no celular: O aplicativo está disponível para iOS e Android.
  • Preencha seus dados: O cadastro é bem rapidinho e você só vai precisar do seu RG ou CNH, além do comprovante de residência, e tire uma selfie.
  • Finalize a abertura da conta: Após a aprovação da sua conta, retorne ao app, registre sua senha e comece a aproveitar os produtos e serviços, desenvolvidos apenas para você;
  • Convide quem você quer que compartilhe a conta com você. O usuário deverá seguir o mesmo processo.