Morar fora do seu país de origem definitivamente não é uma missão fácil. Você precisa se adaptar rapidamente a um novo idioma, uma cultura diferente da sua, novos amigos, trabalho e sobretudo, novas formas de lidar com o dinheiro.

Isso porque em cada local há um custo de vida diferenciado, e pra quem está recomeçando em outro país como o Brasil, na maioria das vezes está vindo para trabalhar, e muito raramente possui um dinheiro reserva para se apoiar quando o dinheiro acaba no fim do mês, por exemplo, ou em casos de emergência.

Nessas situações, um cartão de crédito é bem vindo, pois te dá uma segurança para cobrir algum gasto, se necessário. Mas muitos estrangeiros encontram dificuldades em conseguir crédito no Brasil, por não cumprir os requisitos necessários da instituição que está tentando.

Quer saber que condições são estas? Descubra nesse post como um estrangeiro pode conseguir cartão de crédito no Brasil.

Estrangeiro Pode Abrir Conta Corrente no Brasil?

Sim. Já existem vários bancos brasileiros tradicionais e digitais que recebem os estrangeiros residentes no país como clientes, e os ajudam a abrir uma conta corrente, com este relacionamento com o banco, o imigrante já pode solicitar um cartão de crédito. Estas são as principais instituições financeiras que oferecem esse serviço:

  • Santander
  • Banco Original
  • C6 Bank
  • Banco do Brasil
  • Itaú
  • Bradesco
  • Caixa Econômica Federal

Se você nasceu em outro país mas está morando no Brasil e deseja abrir sua conta nos bancos citados para pedir um cartão, antes de mais nada precisa ser um residente legal no país, e comparecer a uma agência (ou fazer o download do aplicativo, no caso de bancos digitais) preenchendo seu cadastro com os documentos solicitados pelo banco.

Quais Documentos São Necessários?

Com os documentos solicitados e legalizados em mãos, qualquer estrangeiro residente no Brasil pode abrir uma conta corrente, conta poupança, pedir cartão de crédito ou até mesmo realizar investimentos no país. Confira abaixo as condições necessárias.

CPF

Na maioria das vezes, o solicitante não pode ter o nome sujo em nenhum órgão de proteção ao crédito do país, como Serasa ou SPC, e precisa ter o documento expedido pela Receita Federal do Brasil que é o mais usado para conferir seus dados financeiros: o CPF.

Comprovante de Residência

Além do Cadastro de Pessoa Física, deve ser apresentado um comprovante de residência de preferência no seu nome. Caso esteja morando com o dono do imóvel, ou as contas da sua casa chegam endereçadas ao proprietário, uma carta de próprio punho em uma folha branca deve ser escrita por você, informando seus dados pessoais e alegando que está morando na residência dessa pessoa. Veja o Exemplo:

Eu, (nome completo), sou morador do endereço (preencha com endereço completo, até o CEP). Por ser verdade, eu firmo o presente e comprovo a veracidade da minha informação neste documento.

  • Cidade, data completa
  • Assinatura
  • RG
  • CPF

Algumas instituições financeiras ainda pedem que este documento seja autenticado em cartório, mas recomendamos que você procure comprovar se o local onde está abrindo uma conta possui este critério.

Comprovante de Renda

Este é o comprovante mensal, de que você recebe um salário nesse país, também chamado de contracheque. É recomendado que você separe os três últimos para entregar ao banco no momento de abertura da conta.

Visto

O visto de permanente ou temporário no país também é pedido antes de ter relacionamento com algum banco brasileiro.

Documento de Identificação

Este documento contém uma foto sua e seus dados pessoais. Os bancos geralmente aceitam passaporte, ou a carteira nacional de estrangeiro. Se a sua carteira nacional ainda não foi emitida mas você já solicitou, o formulário de requisição também é aceito nesse caso.

Aprovação de Crédito Para Estrangeiros

É importante estar ciente que nesses bancos, o cartão não é concedido sem análise de crédito a indivíduo algum, seja brasileiro ou estrangeiro.

Assim que você solicitar o cartão de crédito, saiba que seu pedido passará por um processo de avaliação que durará alguns dias, antes do banco te dar a resposta se você foi aprovado ou não.

Tal como acontece com os brasileiros, se o imigrante não pagar a fatura do cartão, a mesma é cobrada no próximo mês acrescida de juros, e os inadimplentes têm seu nome inscrito no cadastro de proteção ao crédito do país e passam a ser chamados de negativados.

9 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*