O MEI (Microempreendedor Individual) é considerado a principal porta de entrada para o mundo empresarial, e uma forma muito simples de se começar um negócio. Dentre as várias vantagens em se tornar um MEI, de fato, o empréstimo usando o seu CNPJ é um dos principais atrativos.

Isso porque os donos de micro empresas conseguem obter financiamentos de valor maior do que um empréstimo pessoal e com condições diferenciadas por ser pessoa jurídica. Conheça abaixo as principais vantagens do empréstimo para MEI e as diferenças em relação a um empréstimo convencional.

Vantagens do MEI

Você sabia que com a pandemia causada pela COVID-19 o número de MEIs cresceu? Segundo o Portal do Empreendedor, do Governo Federal, no final de março, o número de MEIs formalizados no país era de pouco mais de 9,7 milhões. Já no fim do mês de junho, já passava dos 10,1 milhões.

Especialistas apontam que com as altas taxas de desemprego, os trabalhadores informais estão buscando mais segurança e novas possibilidades de renda. Veja as principais vantagens do microempreendedor individual:

  • Benefícios da previdência Social para si e seus dependentes
  • Emissão de nota fiscal
  • Acesso a serviços bancários como empresa
  • Pode vender para o Governo
  • CNPJ e alvará de funcionamento sem custo
  • Melhores condições de empréstimo

Saiba Mais Sobre o Empréstimo Para Microempreendedor

Ter um CNPJ válido e uma empresa formal abre portas para o microempreendedor conseguir melhores condições no mercado financeiro, sobretudo empréstimos, mas como tudo na vida, será preciso trabalhar muito para conseguir de fato fazer um negócio excelente.

Estamos te falando isso porque mesmo que você seja um MEI formalizado, na hora de simular as condições do seu acordo, o banco irá verificar as informações da sua empresa e inclusive, o demonstrativo de controle de vendas e sua movimentação financeira.

Só depois disso que você irá saber o seu prazo de pagamento do empréstimo e sua taxa de juros. Por isso os melhores empréstimos para MEI são aqueles cujo empreendedor consegue comprovar a maior renda fixa, demonstrando uma certa estabilidade para a instituição financeira que está oferecendo o crédito, e afirmando que ele será capaz de arcar com o compromisso.

Entenda os Riscos do MEI Pedir Um Empréstimo

Muitas pessoas acreditam que após a formalização do CNPJ, já podem correr para o banco e pedir um empréstimo. Muito pelo contrário, o Portal SEBRAE afirma que o microempreendedor deve sempre pensar duas vezes antes de contratar um empréstimo.

“Muitas vezes, por falta de um controle financeiro, o MEI assume dívidas sem necessidade. Ou seja, pega dinheiro para cobrir furos no fluxo de caixa. É um dos riscos de contrair uma dívida que poderá virar um poço sem fundo diante da dificuldade de liquidá-la.”

Para saber se realmente precisa de empréstimo e evitar contrair dívidas sem necessidade, procure organizar suas finanças primeiro e tenha um destino claro para o dinheiro.

Um dos maiores riscos ao pedir dinheiro emprestado sendo microempreendedor é se maravilhar com os juros baixos e pedir empréstimo para ter mais dinheiro na conta empresarial, o famoso “é melhor sobrar do que faltar”. Mesmo que você consiga pagar as parcelas, você vai acabar gastando este dinheiro e nem vai saber pra onde foi.

Repetimos: SE tiver necessidade de pegar um empréstimo sendo MEI, é recomendado que use este recurso para comprar matéria prima, investir em equipamentos, reformar sua loja, ou até mesmo investir em e-commerce. Ao fazer isso, todo seu investimento trará retorno financeiro para loja, aumentando seu faturamento e te ajudando a pagar as parcelas do dinheiro captado mais rapidamente.

Quais as Diferenças Entre um Empréstimo MEI, Pessoal e Empresarial?

Em comparação ao empréstimo pessoal, o valor oferecido para microempresas é um pouco maior, e com melhores prazos de pagamento. Mas o microempreendedor que solicita um crédito junto à uma instituição financeira, deve saber que na análise realizada o seu CPF também será avaliado e se o mesmo estiver comprometido, suas chances de conseguir um empréstimo caem consideravelmente.

Sendo pessoa física, você também pode conseguir opções de empréstimo com juros ainda menores do que os oferecidos para os microempreendedores, como o empréstimo consignado, por isso saiba de todas as suas opções antes de pedir um, seja com o CPF ou CNPJ.

Na escala de categoria com os empréstimos mais altos, logicamente as empresas de médio porte e grande empresas conseguem empréstimos bancários com uma quantia maior do que R$ 20.000 – limite mais comum para empréstimos MEIs- , e consequentemente um largo prazo de pagamento.

No entanto, em comparação às outras empresas, os MEIs conseguem uma taxa de juros mais acessível, e uma menor burocracia na hora de contratar empréstimo, já que são solicitados apenas os documentos e comprovantes básicos, semelhante ao crédito pessoal.