O orçamento do brasileiro anda cada dia mais apertado e parece que o que você ganha não está rendendo muito? Essa é a realidade da maioria das pessoas.

Você já parou pra pensar em quanto dinheiro já gastou desnecessariamente? E no quanto mais você poderia fazer se soubesse economizar? Pois é, geralmente não paramos para pensar nesses detalhes e quem tem um orçamento pequeno acha impossível economizar, mas não é! Aí vão algumas dicas de como economizar dinheiro:

1. Repense seus hábitos:

Essa é a primeira e talvez a mais valiosa dica. Muitas vezes não damos atenção às pequenas coisas do dia a dia, mas são elas que podem nos gerar a maior economia.

Sabe aqueles apetrechos para o café da manhã que todos os dias você vai na padaria comprar, sejam eles pãezinhos ou outros itens mais elaborados, não são baratos.

Você não tem que deixar de comer bem, mas que tal um delicioso e simples faça você mesmo? Que seja uma torradinha algo bem simples por exemplo pra dar uma variada no pãozinho fresco, dá pra ser feita com pão amanhecido que é bem mais em conta. Ou que tal fazer um bolo, que também é bem simples, ou até mesmo comprar algo mais durável.

Afinal sabemos que essas idas na padaria são uma tentação e muitas vezes não ficamos somente no bom e básico pãozinho. O fato é que dá pra economizar sem deixar de viver bem.

E quando não for ir em casa para fazer as refeições que tal fazer uma marmita? Se tiver onde armazenar e aquecer no trabalho por exemplo nem precisa se preocupar, mas se não, existem várias opções de alta durabilidade e tolerância que podem ser comidas frias e você só vai precisar muitas vezes de uma bolsa térmica.

Sabe aquela roupa que ainda está boa, só precisa de uns ajustes, a questão é que vale a pena, assim você não precisa de comprar uma peça nova e ainda contribui com o meio ambiente. Reaproveitar é tudo!

E a conta altíssima de energia? Dá pra diminuir! Você não precisa de um banho super quente no calor né?!  E a geladeira está sendo regulada de acordo com o clima? E as luzes acesas sem necessidade? Você está em um cômodo, não há necessidade que todas as luzes da casa estejam acesas.

São coisas que parecem tão insignificantes, mas que fazem uma enorme diferença.

2. Adquira hábitos saudáveis para seu corpo e seu bolso

Se você tem como cultivar ao menos uma pequena horta em casa vale muito a pena e mesmo para quem não tem espaço existem algumas coisas que podem ser produzidas em hortas verticais.

Vale a pena porque o sacolão é uma das partes mais caras das compras mensais, claro para quem consome hortifrúti com frequência, o que provavelmente deve ser a maioria das pessoas.

Mas além do quesito economia também existe o quesito saúde, pois ao produzir em casa você sabe da procedência do alimento que você está ingerindo, além de ter a certeza de que está consumindo um produto totalmente orgânico.

No caso de frutas que geralmente são mais difíceis de produzir e você não deve deixar de maneira alguma de consumi-las, o ideal é que você compre as frutas da estação.

Uma boa sugestão também é trocar o bom e velho galão de água mineral por um simples filtro, o filtro de barro por exemplo como já é do conhecimento da maioria das pessoas é considerado o melhor do mundo em pesquisas realizadas por cientistas norte-americanos e publicadas “The Drinking Water Book”.

Um purificador elétrico ou eletrônico também é uma boa opção pois já traz aquela água geladinha. Porém se já temos a geladeira funcionando qual a necessidade de mais um aparelho consumindo energia?  Quando podemos usar o bom e velho vasilhame para gelar a água.

Isso serve é claro para aqueles que não são apressadinhos e mantém as garrafas cheias.

3. Evite compras parceladas

Comprar parcelado no cartão é muito bom, afinal muitas vezes conseguimos pagar o preço à vista mesmo em suaves prestações. Porém isso é válido claro para quem sabe usar o cartão de crédito, pois ele pode ser seu aliado ou muitas vezes seu inimigo.

Quando você compra no cartão e vê aquele limite alto, na maioria das vezes até maior do que o que você ganha, isso te dá uma ilusão de que você tem um poder de compra maior do que realmente tem. Assim muitas vezes nos afundamos em dívidas intermináveis.

Outro ponto também é que se você consegue comprar à vista não compromete a sua renda por mais tempo que o necessário e consegue alguns descontos que só são possíveis no boleto e até cupons de desconto para compras à vista.

4. Utilize programas de pontos e vantagens

Cartões de crédito não são só vilões, podem na verdade quando usados corretamente ser grandes aliados, através deles temos inúmeras vantagens como: Trocas de pontos acumulados por produtos diversos e até mesmo por viagens, isso mesmo, já pensou ganhar passagens aéreas através de pontos do cartão de crédito?! Imagine quanto daria pra economizar só com isso.

Além disso as empresas de cartões de créditos possuem grandes parcerias com outras empresas e podem oferecer bons descontos pela marca e pela bandeira.

Muitas pessoas nem sabem mas é importante ficar atento ao fato de que além da marca nos oferecer vantagens a bandeira também possui na maioria das vezes.

5. Planeje suas compras mensais e anuais

Tudo o que é planejado costuma fluir melhor e planejar suas compras não é diferente, assim você economiza tempo e dinheiro.

As compras de supermercado por exemplo saem bem mais em conta quando você analisa o que você precisa comprar e faz uma pesquisa de preço, talvez consiga até comprar no atacado, assim conseguiria economizar mais ainda.

Sabe aquelas roupas e sapatos que compramos muitas vezes por compulsão? É hora de parar com isso. Você sabe do que precisa, faça uma lista e tenha um mês ou meses no ano, mas que sejam específicos para isso, assim você pode se planejar e aguardar promoções.

Um bom exemplo de economia em roupas e calçados é comprar fora de estação, isso porque quando a estação vem as roupas da moda ficam supervalorizados e podem custar o dobro ou até o triplo.

6. Cuidado com as promoções e negocie sempre

Por último e não menos importante essa é uma dica muito valiosa. Acompanhe os preços de produtos para saber se realmente estão mais baratos que o normal ou se você está caindo em pseudo-promoções.

Não tenha vergonha de negociar, ás vezes você deixa de negociar e perde muito dinheiro. Em lojas físicas de roupas, calçados, móveis e eletrodomésticos e materiais para construção, entre outras, sempre dá pra pechinchar, principalmente se for um grande volume de compras.

O fato é que repensar pontos simples de nossas rotinas podem nos fazer economizar muito dinheiro. Não precisa ser expert para colocar em prática essas dicas já.

Recomendados para Você
Deixe seu Comentário