Os serviços de proteção ao crédito, tais como o SPC, Serasa e Boa Vista, utilizam informações de adimplência e inadimplência, tanto de pessoas físicas quanto de pessoas jurídicas, para fins de decisão sobre crédito.

Ter o nome limpo nesses órgãos é importante para que você, o usuário, tenha acesso a ofertas de empréstimos, financiamentos ou cartão de crédito mais vantajosas no mercado financeiro. Boa parte das instituições financeiras também utiliza dessas informações para conhecer os hábitos de compra do indivíduo. Caso o nome esteja na lista de devedores, a liberação ao crédito se torna quase impossível.

Pensando nesta questão, o Unum tira todas as suas dúvidas sobre o famoso “nome sujo na praça”, que ninguém quer ter, não é mesmo? Será verdade que, após cinco anos, o nome fica limpo, mesmo sem o pagamento da dívida? Como fazer para limpar o nome e evitar mais dores de cabeça?

Siga conosco! A seguir, todos os detalhes que você precisa saber, para nunca mais se preocupar com o nome sujo e ter uma vida financeira mais tranquila!

O nome fica mesmo limpo no SPC e Serasa após cinco anos?

A resposta é sim, porém há ressalvas! Caso um devedor tenha seu nome nos referidos órgãos por alguma dívida há mais de cinco anos, seu CPF não ficará visível nas listas de restrições. Contudo, os débitos vencidos continuarão existindo e sendo cobrados, assim como eventuais ações jurídicas. Isso ocorre porque apenas o nome deixa de constar.

Se o devedor possui outras dívidas, e com um tempo menor de inadimplência, o cadastro ainda será mostrado nas listas destes órgãos. Vale destacar que a inadimplência, ou seja, o não pagamento de uma conta ou dívida, dependendo do caso, pode prescrever em crime depois de um determinado período de tempo.

Como sair da “terrível lista”?

Uma dica para sair de uma vez por todas da lista de negativados (que ninguém gostaria de estar, não é mesmo?), é se esforçar em conseguir uma renda, principalmente se estiver desempregado. Dessa forma, com um fluxo de rendimento mensal, fica mais fácil reorganizar a vida financeira e traçar estratégias para quitar as dívidas e ter o nome limpo nos órgãos de crédito.

Outra maneira é separar 10% da renda para esse fim e buscar serviços de apoio ao inadimplente, como o Feirão Serasa Limpa Nome, por exemplo, que oferece oportunidades de quitar dívidas em diversas empresas e com descontos que podem chegar até a 90% do valor.

Como funciona o feirão Serasa Limpa Nome?

O Serasa Limpa Nome é uma plataforma da Serasa Experian para facilitar a renegociação de dívidas via Internet. Com o cadastro no site, o usuário pode acessar um detalhamento de débitos e, em alguns casos, obter até 90% de desconto ou parcelar a dívida em 36 meses. O boleto pode ser impresso na hora, a fim de otimizar o tempo do solicitante.

A plataforma também traz o sistema Serasa Score, vinculado ao serviço Serasa Consumidor, capaz de avaliar a condição de crédito com base em um método de score. Participam da iniciativa empresas de telecomunicações, educação, cartão de crédito e bancos. Segundo a entidade, a ideia é expandir os serviços para outros ramos.

Acompanhe, a seguir, o caminho para você fazer seu cadastro e participar do processo:

  • Passo 1: Acesse o site do Serasa Limpa Nome e clique em “Cadastre-se”;
  • Passo 2: Informe o número do CPF, nome e data de nascimento. Em seguida, insira um endereço de e-mail e uma senha de cadastro. Marque a caixa “Declaro que li e aceito os Termos” e vá em “Criar conta grátis”;
  • Passo 3: Clique no link enviado para o seu e-mail para ativar a conta. Você será levado de volta ao Limpa Nome. Aguarde alguns segundos para sistema rastrear propostas de renegociação disponíveis para o seu CPF;
  • Passo 4: Clique em “Serasa Consumidor” para acessar o Serasa Score e o detalhamento de débitos no seu nome. Caso haja débitos sem propostas, a recomendação é esperar alguns dias e fazer uma nova consulta.

Pronto. Aproveite as dicas e regularize sua situação financeira com o sistema do Serasa Limpa Nome.

1 Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*