A Black Friday 2020 está chegando. A data, marcada por descontos e promoções em diversos estabelecimentos comerciais, pode ser uma boa oportunidade para os consumidores adquirirem variados itens por um bom preço.

Apesar das condições especiais oferecidas por diversas lojas e empresas, seja nos meios físicos ou virtuais, os clientes devem ficar atentos às propagandas enganosas. O Procon-SP orienta para que você, ao realizar qualquer tipo de compra, tenha a atenção redobrada na hora de pesquisar sobre o produto ou serviço de interesse.

Além disso, realizar buscas sobre as marcas que irão participar e avaliar se elas têm uma boa reputação também são fatores que podem ajudar no planejamento para a data. Para esse caso, a recomendação do Procon-SP é que você faça um print da tela com o preço ofertado pelo estabelecimento. Assim, você cliente terá a possibilidade de acompanhar a evolução e comprovar os valores, em casos de fraude.

Outra sugestão é contar com sites e aplicativos de comparação de preços. Quer saber mais dicas para não cair em golpes ou propagandas enganosas nesta Black Friday? O que mais o Procon orienta para você fazer uma compra tranquila? Como o site Reclame Aqui pode te ajudar? Acompanhe estas e outras questões sobre o assunto, na sequência!

Quando é a Black Friday 2020?

A Black Friday 2020 está marcada para o dia 27 de novembro, como ocorre, tradicionalmente, na última sexta-feira do mês. O evento, que cresce a cada edição no Brasil, promete ser ainda maior em 2020, por conta do período de isolamento provocado pelo novo coronavírus (Covid-19), no país. Com o crescimento das vendas online por conta da pandemia, as expectativas para a Black Friday deste ano são grandes.

Quais as recomendações do Procon para não cair em fraudes?

Para garantir o direito do consumidor, o Procon-SP disponibilizou uma lista com uma série de orientações que poderão ajudar você cliente a se preparar melhor antes de ir às compras. Confira:

  • Antes de qualquer coisa tenha uma lista dos itens que deseja comprar e calcule quanto seu orçamento poderá disponibilizar em recursos;
  • Fique atento as políticas de entrega e acompanhe as modificações no valor do frete, pois sendo muito alto a promoção tende a não valer a pena;
  • Avalie as políticas de troca. Em caso de produtos danificados se certifique de que você conseguirá comprovar os erros e tenha o direito da devolução em até 30 dias;
  • Confira se não há alteração no preço informado inicialmente até o pagamento;
  • Por fim, acesse a lista de sites não recomendados do Procon-SP para evitar fraudes.

Como o Reclame Aqui pode ajudar?

Uma busca rápida em mecanismos de busca e plataformas como Twitter ou Facebook é um caminho rápido para entender o nível de satisfação dos clientes com as lojas online. Existem, também, serviços como o Reclame Aqui, voltados justamente para fazer a intermediação de reclamações entre consumidores e empresas nos casos em que uma conversa com o serviço de atendimento não solucionou o problema.

Pela plataforma, é possível saber quais são os maiores índices de problemas dos clientes em cada loja e, também, se a companhia responde ou não às solicitações. É possível acessar relatos de problemas específicos e também entender de que forma o estabelecimento lidou em cada caso, ou ter acesso a um índice geral de satisfação que envolve não apenas a experiência de compra em si, mas também a resolução de eventuais questões que outros usuários relataram na plataforma.

Como saber se o site é seguro?

Ao comprar em um site, confirme se a loja virtual em questão protege os seus dados com criptografia. Para checar isso, é muito fácil: basta olhar na barra de endereços do seu navegador, como Internet Explorer, Chrome, Safari ou outro parecido.

Se tiver o desenho de um cadeado, é bom sinal. Significa que a empresa investiu em uma página HTTPS, que garante que tem uma camada importante de proteção dos seus dados. Se não aparecer o cadeado, cuidado redobrado com aquela página!

Neste caso, prefira procurar alguma com esta segurança, para que você não caia em uma possível página falsa e, com isso, caia também em golpes.

Quais são os sites mais seguros para compras?

Todo mundo quer fazer compras online, mesmo que seja livro, celular, roupas e qualquer outra coisa. Mas, o mais importante e perceptível é que você deve escolher um site de compras online confiável para evitar o perigo da invasão de privacidade.

A seguir, a gente te apresenta os cinco melhores e mais confiáveis ​​sites de compras online do Brasil, para adquirir produtos com a maior segurança possível. Confira alguns dos sites mais bem cotados pelos brasileiros:

  • Americanas.com: o site de compras Americanas.com é uma loja já consolidada no mercado e com a confiança do público. Ele é considerado o maior e-commerce genuinamente brasileiro. A visitação mensal do site chega a 15 milhões, e possui 500 mil itens distribuídos, em 32 categorias, e seu maior nicho de vendas é o de eletrônicos.
  • Dafiti: a empresa de e-commerce de moda Dafiti, tem nove anos de existência e é a maior loja online do setor de calçados e moda da América Latina com atuação no Brasil, México, Argentina, Chile e Colômbia. A loja vende mais de três mil marcas de roupas, sapatos, acessórios, beleza, casa/mesa/banho e decoração.
  • Casas Bahia: a rede de e-commerce Casas Bahia vende praticamente tudo o que você precisa, inclusive seguros de carros. É uma popular rede de varejo com mais de 60 anos de atuação no mercado nacional e 57.500 funcionários.
  • Mercado Livre: o Mercado Livre é o site que você encontrará tudo que precisa e com um dos menores preços. O marketplace é a maior comunidade de compra e venda online da América Latina.
  • Netshoes: a empresa brasileira, fundada em 2000, possui sede em São Paulo. Atualmente, atua também na Argentina e México. É o maior conglomerado brasileiro de artigos esportivos de comércio eletrônico. A Netshoes mantém centros de distribuição no Brasil e administra as lojas oficiais dos clubes de futebol e da NBA.

Quais cuidados devo ter com o cartão de crédito?

A seguir, a gente lista seis dicas que você pode seguir, para evitar golpes ao usar o cartão de crédito, não apenas na Black Friday, mas também no dia a dia. Confira:

Certifique-se das medidas de segurança

Todos os bancos adotam algumas medidas para oferecer mais segurança para os consumidores. Além da senha que você usa para aprovar as compras no cartão de crédito, há diversas ações que visam prevenir fraudes.

Uma medida muito comum atualmente é a confirmação das compras por meio de notificações no aplicativo ou mensagens no celular. Com isso, você recebe um aviso sempre que o seu cartão for utilizado. É interessante verificar se o seu banco oferece essa condição. Além disso, conheça outras facilidades que ele promove. E não se esqueça de manter suas informações sempre atualizadas, para receber todo o suporte da sua instituição financeira.

Atenção redobrada ao usar o cartão

Alguns golpistas aproveitam um momento de desatenção seu para anotar informações do cartão de crédito. Por isso, tome alguns cuidados ao utilizá-lo em caixas automáticos e em lojas físicas.

Em um caixa eletrônico, fique atento a qualquer dificuldade na máquina. Se ela estiver com aspecto diferente ou você sentir resistência ao colocar o cartão nela, procure outro caixa. Se acontecer de o cartão ficar preso, não saia de perto e ligue para o número indicado no aparelho.

Tenha cuidado também ao notar a presença de algumas pessoas muito interessadas em olhar o que você está fazendo. Além disso, evite ao máximo conversar com desconhecidos e mesmo falar com quem está lhe acompanhando. Criminosos podem estar por perto buscando ouvir algo relevante.

Acompanhe o extrato da fatura

Uma das maneiras mais eficientes de evitar fraudes no cartão de crédito é acompanhar sua fatura. Rapidamente, você vai poder perceber alguma utilização indevida. Dessa forma, fica mais fácil resolver o problema o quanto antes.

Há alguns anos, os clientes tinham acesso à fatura apenas quando o boleto chegava à residência. Entretanto, hoje em dia, é fácil conferir o valor em aplicativos ou no site do banco. Também existe a opção de ligar para se informar. Tudo isso torna mais fácil o acompanhamento constante. Logo, você se certifica de ser o único fazendo uso do seu cartão. Caso aconteça alguma movimentação estranha, é possível entrar em contato com o banco antes que o problema se torne maior.

Outra atitude de prevenção é guardar todos os comprovantes que você receber. Recibos de compras, extratos bancários, comprovantes de transferência, entre outros. Esses documentos serão úteis se for preciso comprovar uma fraude no banco.

Cuidado com e-mails

Muitos golpistas encontram suas vítimas por e-mail. Não é à toa que os bancos sempre reforçam que não vão pedir dados dos clientes dessa forma. Em geral, eles utilizam o próprio aplicativo da instituição ou o encontro pessoal na agência.

Sendo assim, nunca envie sua senha ou seus dados pessoais relacionados ao e-mail. Caso receba uma solicitação dessas, fique de olho no endereço eletrônico. Normalmente, dá para perceber que o e-mail não é oficial do banco. Caso continue em dúvida, ligue para a sua agência ou vá até lá para perguntar se aqueles dados estão sendo realmente solicitados.

Muita atenção ao comprar pela Internet

A internet é um dos meios preferidos por criminosos para aplicar seus golpes. Portanto, é essencial prestar atenção nela se você quer evitar fraudes no cartão de crédito. Isso não significa que não seja seguro fazer suas compras online.

Utilizar a internet é algo prático e vantajoso, é preciso, apenas, seguir algumas dicas de segurança. Para começar, evite deixar o número do seu cartão salvo nos sites. Por mais que facilite compras futuras, essa opção pode facilitar também a aplicação de golpes. Então, o melhor é digitar novamente os dados quando for pedido.

Outro cuidado essencial é manter o antivírus do seu computador atualizado e sempre se certificar de que está comprando em sites confiáveis. Ao utilizar o internet banking, lembre-se de observar o endereço e verificar se está, de fato, no site oficial do banco.

Nunca compartilhe seus dados

Se você passa suas informações bancárias para outras pessoas fica difícil identificar de onde vem uma tentativa de fraude. Afinal, algumas vezes até mesmo familiares ou conhecidos podem ter acesso ao seu cartão para realizar compras sem sua autorização.

Por isso, o ideal é proteger seus dados e não compartilhá-los com ninguém. Lembre-se de que compras online podem ser realizadas mesmo sem a senha do cartão. Basta que você tenha algumas informações pessoais e o número impresso nele.

Para evitar fraudes no cartão de crédito, nunca passe os números ou tire fotos dele para enviar para alguém. Evite, ainda, anotar suas senhas ou código de segurança em agendas, computadores ou notas no celular.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*