Cartões de crédito: parceiros inseparáveis das nossas compras no dia a dia. Seja à vista, seja no parcelamento, eles são uma mão na roda quando se trata de facilitar nossas vidas e nossa relação com o dinheiro.

Mas a pergunta que te faço é: como você escolhe seu cartão de crédito? Quais são os atributos necessários para que você escolha dentre as dezenas de opções do mercado? Uma escolha errada, sem considerar as principais características, pode te envolver em uma cilada…

Pensando nisso, nós do UNUM separamos uma lista com coisas que você deve considerar antes de escolher um cartão. Confira!

1. Anuidade

Se tem algo que deve ser considerado por alguém que deseja um cartão de crédito isso é a anuidade. Não é por acaso que essa é a palavra que mais assusta ao consumidor. Essa taxa é justificada para as operações das empresas, principalmente para os bancos tradicionais que possuem gastos maiores por terem uma agência física.

No entanto, atualmente várias empresas fornecem cartões sem anuidade, como você pode ver na lista que separamos, clicando abaixo.

2. Taxa de juros

Se você atrasar uma parcela da sua fatura ou se você precisar de um dinheiro extra emergencial, vai dar de cara com ela: a temida taxa de juros. Essa é uma das principais formas de lucro para empresas de cartão de crédito. Existem valores que variam muito, desde 79% ao ano até 829% ao ano.

Uma dica é o cartão de crédito do Banco Inter, o dono da taxa de 79% a. a., a menor do mercado. Clique abaixo para saber mais sobre esse cartão.

3. Bandeira

“A gente não aceita essa bandeira aqui” – essa frase é o terror de qualquer utilitário de cartão! Claro que vale à pena conferir sobre o estabelecimento antes, mas alguma bandeiras lideram nesse sentido. Mastercard e Visa são as mais aceitas no Brasil e no mundo, mas a Elo vem crescendo muito, assim como as tradicionais Hipercard, Diners e American Express.

Existem bandeiras menores e mais seletivas, por isso é sempre bom observar se nas empresas em que você costuma comprar o seu cartão será aceito.

4. Abrangência

Um detalhe que é descrito minimamente por empresas de cartão de crédito, mas pode causar um grande desconforto se você não considerá-lo. A abrangência: seu cartão é nacional ou internacional?

Imagina só a dor de cabeça de fazer uma viagem para outro país e simplesmente esquecer que seu cartão não é aceito lá? Fique de olho! Falando nisso, vale a pena conferir a conta digital internacional do BS2. Clique abaixo para mais informações!

5. Limite de crédito

Limite é a palavra-chave dos cartões de crédito. O limite do cartão é um valor que as empresas liberam para você gastar mensalmente, ou seja, até fechar a sua fatura. Esse valor é determinado considerando uma série de variáveis, como renda pessoal, histórico de pagamentos, perfil financeiro e score.

Um cartão com limite baixo, claro, literalmente limita suas compras. Para quem não quer se preocupar com isso e bombar na liberação de crédito, uma diga é o American Express Platinum. Clique no botão abaixo para saber mais sobre ele.

6. Clube de benefícios

Tanto a empresa contratada quanto a bandeira do cartão costumam oferecer uma série de “mimos” para seus clientes. Eles vão desde descontos em lojas, salas vips em aeroportos, troca de pontos por produtos, passagens e serviços.

E consiste basicamente nisso, você compra pelo seu cartão de crédito e recebe algum bônus em troca – e alguns costumar ser bem generosos. Quem aderiu a esse programa foi o Nubank, com o Nubank Rewards (que não é gratuito)

7. Cashback

Você já escutou esse termo, não é? Sabe o que significa? As operadoras literalmente devolvem uma parte do que os clientes gastam em suas compras. Claro, essa porcentagem não é grande, mas como diria aquele bom e velho ditado popular “de grão em grão a galinha enche o papo”.

E dá para encher ainda mais se você somar a isso outras vantagens como cartões sem anuidade e contas sem taxa dr manutenção. Excelente, não é? Por isso o UNUM também criou uma lista com os 5 melhores cartões de crédito sem anuidade e com cashback. Perfeito, não é?