Todo início de ano é a mesma história: gastamos demais nas festas de dezembro e nas férias de janeiro, chegamos em casa e os boletos estão nos esperando: IPVA, IPTU, matrícula escolar, material, e por aí vai.

Quem nunca passou por isso? Sem pensar, você já tira o cartão de crédito da carteira e começa a consumir nele, sem contar com as contas que escolhe deixar de pagar para passar bem o mês.

Nessa dança dos boletos, o único prejudicado é você. Por falta de organização financeira, muitas vezes acabamos assumindo mais compromissos do que nosso bolso nos permite e caindo em armadilhas financeiras.

E por falar em armadilhas, o excesso de gasto pode ser uma delas, por isso escrevemos esse post para te ajudar a identificar 5 gastos desnecessários que provavelmente participam do seu orçamento.

Se você quer ter um alívio financeiro, chegou a hora. Confira abaixo o que pode estar te impedindo de realizar seus sonhos e viver com tranquilidade.

O Que Dá Para Eliminar do Orçamento?

Gastos que frequentemente temos e, muitas vezes, achamos que não vai fazer diferença no fim do mês.

Talvez por terem um valor baixo, ou agregarem o sentimento de que não podemos viver sem, mantemos eles nas nossas planilhas mensais, sem parar para refletir se existem alternativas mais baratas. Vamos te mostrar.

1 – TV a Cabo

Tudo bem, você gosta de assistir filmes, mas já parou pra pensar se realmente precisa de uma TV a cabo? Quantas horas por dia passa assistindo os canais disponíveis?

Para quem deseja economizar, a TV a cabo é uma excelente opção para tirar do orçamento, já que a maioria dos seus programas podem ser encontrados online, em plataformas de streaming que, se substituírem a TV, saem mais baratas.

Mas se você realmente usa, e não consegue viver sem, que tal avaliar a quantidade de canais? Às vezes a redução do seu pacote pode fazer uma diferença significativa no orçamento.

2 – Alimentação Fora de Casa

Sabemos que é mais prático sair de casa para almoçar do que gastar tempo fritando, refogando ou cozinhando.

No entanto, já foi comprovado que esse é um dos maiores gastos das pessoas endividadas, e é um dinheiro que você nem percebe que está gastando.

Se possível, tente reduzir a quantidade de vezes que vai ao restaurante e procure cozinhar em casa.

Se não mandar muito bem no fogão, tente receitas mais simples e que dão para duas refeições (almoço e jantar), por exemplo. Fazendo isso algumas vezes na semana, você irá perceber o quanto de dinheiro vai sobrar no fim do mês.

Outra coisa: sabe aquele pãozinho da tarde ou aquela coxinha do lanche? Esses também

são gastos “invisíveis” que você não repara, mas que o dinheiro faz falta no fim do mês.

Para isso, nossa sugestão é levar para o trabalho uma marmitinha e um lanche para a parte da tarde. Produtos feitos em casa, além de serem mais saborosos, são mais econômicos.

3 – Lavagens de Roupa Excessivas

Pouca gente sabe, mas a máquina de lavar roupas consome bastante eletricidade, além,  claro, da água.

Por causa disso, a rotina de lavagem de roupas pode ser fundamental para seu controle de despesas. Separe um dia para as roupas pretas, brancas, roupas de cama e banho.

Parece bobagem, mas quando acumulamos roupas, a frequência de lavagem é menor e, consequentemente, os gastos que ela abrange também.

Então, ao invés de botar a máquina para trabalhar 3 vezes ao dia, experimente juntar mais roupas do mesmo tipo e lavar só uma vez para ver a diferença na conta de luz e água da sua casa.

4 – Celular Pós Pago

Vamos ser sinceros, você precisa mesmo de ligações ilimitadas? Quantas horas por semana você gasta falando ao telefone?

Com a popularização das redes sociais e conexões wi-fi, a maioria da nossa comunicação é feita utilizando essas ferramentas.

Vamos supor que você gaste em torno de R$ 100 por mês em um plano pós-pago, quase não realiza ligações, só usa a internet, mas sua casa e seu trabalho possuem wi-fi. Tecnicamente, você só precisa de dados para o período de trânsito, não é mesmo?

Então, por que não trocar seu plano por um pré-pago, que custa em média R$ 30, e usufruir da internet dos lugares que você frequenta?

Caso algum mês você precise de mais créditos excepcionalmente, coloque, mas, tomando essa simples decisão, você economiza cerca de R$ 840 anuais. Uma boa grana, não é mesmo?

5 – Compras em Excesso

Este item possui duas vertentes: as compras necessárias que você compra “para guardar” e as outras que, mesmo não precisando, você gasta seu dinheiro.

Vamos falar sobre a primeira opção. Você já foi ao supermercado para comprar um sabão em pó, por exemplo, e acabou comprando três porque estava em promoção? Aí disse para si mesmo “ não tem problema, eu guardo”.

Pois então, muitas vezes compramos coisas por demasiado, e não pensamos onde vamos guardá-las ou se elas vão ficar conservadas durante esse período.

Nessas compras por excesso, acabamos deixando de levar o que realmente precisamos porque gastamos com promoções ou perdendo produtos que estão sobrando em casa, por falta de organização.

Muitas vezes, também compramos por impulso, só porque achamos bonito ou está na promoção.

Sabe aqueles e-mails das lojas virtuais de livros, roupas e produtos para pele? Eles ativam o “modo compra” do nosso cérebro e, mesmo quando não precisamos, acabamos enchendo nosso carrinho de compras.

Uma dica para evitar que isso aconteça é sair da lista de transmissão de todas essas lojas. Quando precisar de um produto, entre nos sites e faça seu orçamento, mas pedir para ficar recebendo e-mail toda semana é como um tiro no pé das finanças de quem está querendo economizar.

Já Identifiquei Meus Gastos, e Agora?

Organize Sua Rotina

Agora que você já sabe quais itens precisa cortar do seu orçamento, chegou a hora de se organizar.

Vamos dar o exemplo da alimentação. Quando você organiza seu cardápio semanal e compra os produtos que precisa para fazer essas refeições, evita desperdício de alimentos na sua casa, além daquele ciclo: fome – não sei o que comer – peço um delivery.

Quando a sua casa e sua rotina estão organizados, tudo flui com mais tranquilidade, e diminui as chances de compras duplicadas, perdas de objetos e multas de contas atrasadas. 

Você deve saber tudo o que tem em casa e onde está cada coisa, pois as coisas que são feitas de última hora, geralmente saem mais caras no fim do mês.

Planeje em Família

Outra sugestão interessante para te ajudar a colocar tudo no lugar. Ao convidar sua família para participar das decisões financeiras, vocês podem definir juntos as metas para curto, médio e longo prazo e, a partir disso, realizar um planejamento financeiro, que inclui receitas, gastos e investimentos.

Na conversa, cada um pode colocar como pode ajudar a economizar, a juntar dinheiro ou até mesmo a auxiliar na renda extra.

Mesmo que tenha crianças pequenas, é sempre bom dar abertura para que todos participem e se comprometam com o orçamento proposto.

Ao cortar os gastos desnecessários que mostramos aqui, você já terá uma folga no seu orçamento. Assim, sobrará mais espaço para investir naquilo que realmente é importante para você e sua família.

Mas não pare por aí! Continue buscando possibilidades para usar seu dinheiro da melhor forma possível, procure em nossos outros posts dicas para auxiliar na sua vida financeira e temos certeza que encontrará o que precisa.

Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*