O empréstimo é nada mais nada menos que um banco, um amigo, um parente, uma corretora ou até shopping virtual te emprestando um dinheiro e você paga esse valor em parcelas com uma taxa de juros inclusa.

Para te ajudar a tomar uma decisão antes de fechar um contrato, nós montamos um guia completo sobre empréstimo para tirar todas as suas dúvidas.

O que é?

Empréstimo é um trato que o consumidor faz com uma corporação financeira para obter um valor em dinheiro que deverá retornar a instituição em um tempo determinado, acrescido de juros e ônus.

O dinheiro emprestado pode ser usado pelo cliente da maneira que ele quiser, sem restrição de destino.

Cada estabelecimento que atua na área de empréstimos cria medidas para aprovação ou não do cliente.

Por outro lado, as empresas não possuem limites para os juros que serão cobrados do consumidor. O Conselho Monetário Nacional (CMN) assegura ao cliente o poder de pagamento antecipado, podendo reduzir proporcionalmente os juros aplicados. Acesse o site do Banco Central para entender as taxas de juros.

Caso queira se antecipar, informe antes da conclusão do contrato.

O Custo Efetivo Total (CET) indica o custo total do empréstimo para o cliente, através de um valor que inclui taxa de juros, tributos, seguros, tarifas e outros gastos cobrados do consumidor.

Solicite esse detalhamento antes da contratação, para ajudar você a comparar os custos de cada corporação financeira.

Quem pode fazer?

O perfil pedido para o cliente que quer fazer um empréstimo é diferente em cada organização financeira.

Para te ajudar, listamos aqui todas as possíveis opções de perfis básicos que é solicitado na maioria das organizações. Existem exceções que serão abordadas mais abaixo no texto.

O principal requisito para solicitar um empréstimo é ser um membro do banco, ou seja, possuir uma conta cadastrada na instituição.

Dependendo do banco, é necessário um tempo de carência como cliente para poder solicitar o empréstimo.

Outro requisito é ser maior de idade. Empréstimo para intercâmbio estudantil ou financiamento dos estudos, por exemplo, é necessário que os pais ou responsáveis solicitem no lugar do menor de idade.

Para maiores de 65 anos, a dificuldade de aprovação é muito maior. Normalmente, quando há aprovação, as taxas de juros são mais altas ou o prazo para pagamento bem menor que o normal.

O risco de empréstimo para idoso é alto, devido a idade avançada e o risco de falecer sem ter concluído o pagamento.

Quem solicita um empréstimo no banco deve estar sem restrições de crédito no nome, ou seja, com o “nome limpo”.

Caso esteja com o nome inscrito no SPC ou SERASA não terá o empréstimo aprovado devido o alto risco de descumprimento do pagamento.

Possuir fiadores, veículos, imóveis, bens penhoráveis e jóias garantem uma melhor chance de aprovação.

As instituições financeiras sentem maior segurança para aprovar o empréstimo com essas garantias, podendo até reduzir os juros e suavizando as condições e limitações para o seu acesso ao empréstimo.

O seu relacionamento com o banco ou organização financeira conta muito também na hora da aprovação. Caso você utilize o cartão de crédito da empresa frequentemente, além de movimentação na conta todo mês, confirmando assim que você possui renda para o pagamento do empréstimo.

Como funciona?

Decidiu fazer um empréstimo? Legal, mas como faço pra solicitar?

Procure o banco ou instituição financeira com documentos em mãos! Mas quais documentos?

Cada organização financeira solicita documentos que julgar necessário. Mas todas, definitivamente, irão te pedir CPF e algum documento com foto, como RG, CNH ou Passaporte.

Além desses, irão solicitar de você um comprovante de residência no seu nome e comprovante de renda.

Dependendo da instituição, pode apresentar contracheque dos últimos meses trabalhados, extrato bancário comprovando movimentação na conta ou o Imposto de Renda do ano anterior a solicitação do empréstimo.

Alguns bancos disponibilizam uma categoria de empréstimo chamada cheque. Caso decida por essa opção, é necessário a apresentação do cheque pessoal e do cartão que comprove sua conta.

Após a separação dos documentos, é aconselhável que você procure duas ou mais propostas de empréstimo.

Tire um tempo para pesquisa e avaliação da melhor proposta e pague menos no final!

Como são os juros do empréstimo?.

Juros

As condições ofertadas pelos banco ou instituições financeiras para empréstimo normalmente são pouco olhadas pelos clientes, devido ao desespero do momento e a grande necessidade do dinheiro.

Juros, taxas extras e encargos passam despercebido e na hora de pagar, leva aquele susto! Tenha em mente a necessidade de pesquisa e entenda como calcular um empréstimo.

Solicite ao banco as três principais informações que você precisa saber antes de fechar o contrato do seu empréstimo: prazos, juros e taxas.

Para te dar um independência  financeira e organização, disponibilizamos aqui, ferramentas para você calcular esses valores por conta própria!

A calculadora do cidadão, por exemplo, foi criada pelo Banco Central para possibilitar o cálculo de um dos quatro elementos do empréstimo: taxas de juros, número de meses, valor da prestação e valor financiado.

Tem disponível também, a calculadora do Faz a Conta, que possibilita o cálculo do empréstimo com Tabela Price e Tabela SAC.

Nessa opção, você enxerga se é possível pagar parcelas mais altas no início ou se é melhor fixar os valores pagos durante o tempo definido do empréstimo.

Para facilitar sua vida, Banco Central do Brasil, disponibilizou as taxas médias de juros cobradas por cada organização financeira e de cada categoria.

Entre e compare antes de tomar sua decisão!

Normalmente, as instituições financeiras informam as taxas de operação e os juros mensalmente. Elas também tem a opção de apresentar esse valor anualmente.

Desta forma você pode visualizar o quanto será pago pelo empréstimo.

Vale ressaltar aqui que podem ser acrescentados encargos e custos no valor final que você não espera. Por isso a importância de conhecer o Custo Efetivo Total (CET).

Ocorre às vezes de uma organização financeira possuir juros altos, porém um menor gasto operacional, tendo assim um menor custo na hora do empréstimo, diminuindo o valor das suas parcelas.

Fique atento aos valores apresentados por cada empresa e não deixe os juros comer seu dinheiro!

Quais são as vantagens de pedir um empréstimo?

Vantagens

1- O dinheiro é liberado rapidamente

Após a aprovação da solicitação do empréstimo, a instituição financeira libera o crédito para sua conta em até um dia útil!

Em algumas situações, o banco disponibiliza um valor pré-aprovado que será apresentado via internet ou caixa eletrônico.

2- É mais viável do que entrar no cheque especial

Caso você seja super organizado financeiramente e paga tudo em dia, o empréstimo costuma ser mais vantajoso do que utilizar o cheque especial da sua conta no banco.

Apareceu uma emergência e você não possui o dinheiro, converse com seu gerente e negocie um empréstimo.

3- Os gastos com juros de empréstimos são subtraídos do Imposto de Renda

Você pode reduzir a “mordida do leão” deduzindo o que já foi pago de juros no ano de exercício do Imposto de Renda.

4- Juros fixo possibilita pagar apenas o valor contratado

Ao solicitar um empréstimo e optar pagar com uma taxa de juros fixa, você só devolverá ao credor o valor fechado na hora do contrato como juros, ficando com o que sobra com o acionista.

Desvantagens

1- O empréstimo possui uma das taxas de juros mais altas do mercado

Em torno de 7% ao mês, de acordo com o Banco Central do Brasil, é a média da taxa de juros de empréstimo estabelecido na maioria das instituições financeiras.

É possível encontrar maiores números em algumas instituições. Fique atento!

2- Cuidado ao solicitar um empréstimo em uma financeira

As taxas cobradas por um empréstimo (CET) são mais altas em uma financeira do que em um banco. Ou seja, sua dívida será mais alta se fechar em uma financeira, do que se você tivesse solicitado o mesmo valor de empréstimo em um banco.

3- Solicite apenas o valor necessário para aquele momento

Por ser um crédito fácil, cuidado na hora de solicitar um empréstimo e levar mais dinheiro do que precisa!

Caso o atendente do banco ou instituição financeira te oferecer mais dinheiro, recuse e fique só com o necessário.

Quanto mais dinheiro você pegar, maior será sua dívida com o credor.

Agora que você sabe todas as vantagens e desvantagens de um empréstimo, qual o melhor tempo para se fazer um empréstimo?

Quando fazer empréstimo?

Para solicitar um empréstimo, você deve antes assegurar que essa seja a sua última alternativa para resolver o seu problema!

Mas se você necessita para pagamento de dívidas, obter bens e investir no modo emergência, realmente o empréstimo é uma verdadeira e possível opção.

Tenha ações que previnem o desandar do seu empréstimo. Procure aprimorar sua organização financeira para não virar uma bola de neve.

Aqui você encontra dicas de aplicativos que te ajudam a controlar gastos, ganhos e economias. Além de técnicas para melhor seu planejamento financeiro.

Em vista disso, o empréstimo se faz necessário em momentos de emergência, sendo sua última opção favorável.

O Banco Central do Brasil apresenta uma pesquisa dizendo que mais de 20% da renda das famílias brasileiras é gasta pagando parcelas de dívidas. Cuidado para não entrar nessa porcentagem da população!

Mas qual é o melhor empréstimo pra eu fazer?

Tipos de empréstimo

Não existe um empréstimo melhor. Existem vários tipos para diferentes perfis de clientes.

Organizamos para você uma lista com os principais tipos de empréstimos oferecidos no mercado e as vantagens e desvantagens de cada um deles!

Empréstimo consignado

Esse tipo de empréstimo desconta as parcelas diretamente do seu salário ou da sua aposentadoria. A parcela é limitada a 30% do salário do trabalhador.

A sua organização financeira nesse tipo de empréstimo tem que ser focada 100%, pois parte da sua renda mensal fica comprometida antes mesmo do dinheiro entrar na sua conta.

Se programe com antecedência e corte gastos bobos para não prejudicar os pagamentos das parcelas.

O empréstimo consignado tem o diferencial de ter uma das linhas de crédito mais acessíveis do mercado, saindo mais barato para o cliente comparado a outros tipos.

Se você for aposentado, pensionista do INSS, trabalhar com carteira assinada ou é funcionário público, tem mais facilidade para acessar o empréstimo consignado.

Confira as vantagens e desvantagens desse tipo de empréstimo e tenha certeza que ele é a melhor maneira de mudar sua vida financeira.

Para solicitar o empréstimo consignado, é exigido que a empresa em que você trabalha seja associada com o banco ou órgão financeiro responsável.

Uma desvantagem desse tipo de empréstimo é caso você tenha uma emergência no seu mês e precise do valor da parcela do empréstimo, não é possível deixar de pagá-lo, já que ele é descontado antes mesmo do dinheiro cair na sua conta.

Gostou do empréstimo consignado? Caso esse seja o melhor para você, faça já o seu!

Empréstimo para negativado

Normalmente as instituições financeiras ou bancos não aprovam cliente negativados devido o alto risco de ficar inadimplente e não pagar as parcelas mensais.

O objetivo principal do empréstimo para negativado é emprestar dinheiro para limpar o nome no SPC ou SERASA.

Uma das vantagens desse tipo de empréstimo é fato de não precisar justificar a maneira como você vai gastar o dinheiro. Outra é que os juros são mais baixos do que cartão de crédito ou do cheque especial.

Para a solicitação é necessário comprovar que você consegue pagar as parcelas apresentando comprovante de renda com contracheque dos últimos meses trabalhados.

Caso seu objetivo seja “limpar seu nome”, esse tipo de empréstimo é uma boa opção. Mas cuidado! Fique de olho nos juros e não perca o controle.

Nós aconselhamos você a pesquisar qual a melhor parcela para o seu bolso, pois os juros para negativados são até 20% maiores que os juros de um empréstimo pessoal.

Sempre compare várias opções de crédito em diferentes bancos e instituições financeiras.

Empréstimo pessoal

Outra grande vantagem deste tipo de crédito é que você pode pagar em até 180 meses e suavizar as prestações.

Para solicitar empréstimo pessoal você tem que ter entre 18 e 65 anos, morar no Brasil e não ter o “nome sujo” no SPC ou SERASA.

Os documentos necessários para o pedido é um documento com foto (RG ou CNH), comprovante de renda (contracheque ou Imposto de Renda) e comprovante de residência.

Após a análise dos documentos, o banco ou instituição financeira vão decidir se possui alguma oferta de crédito para você. Cada financeira possui critérios diferentes para avaliação, portanto em cada um delas você pode receber um valor diferente.

Há no mercado algumas opções de empréstimo pessoal online. A liberação ocorre em até dois dias!

Observe se a sua documentação está atualizada e que você esteja livre de dívidas. Assim você consegue solicitar sem empréstimo pessoal e aproveitar as vantagens.

Empréstimo cheque especial

A praticidade é uma das vantagens de se ter o empréstimo cheque especial. Mesmo com juros altos sendo cobrados, quando chega a fatura do cartão de crédito ou altera o valor do seu condomínio e não tem dinheiro, você faz a solicitação.

Após seu salário cair na sua conta, o próprio banco ou instituição financeira desconta o valor do empréstimo.

Parece fácil e prático, mas tem que tomar muito cuidado! O custo pra isso acontecer é muito alto.

Evite ao máximo cair no cheque especial para não pagar valores de juros altíssimos.

Empréstimo rotativo

Com limite pré estabelecido pela instituição financeira ou banco, o empréstimo rotativo pode ser usado de forma imediata pelo cliente se necessário.

Para aprovação é realizado uma análise rápida de crédito, observando se o cliente tem condições de pagar o que for utilizado.

O valor do crédito disponibilizado altera para mais ou menos conforme o dinheiro é pago ou utilizado.

O empréstimo rotativo pode ser utilizado repetidamente devido o simples acesso e a fácil aprovação.

O limite pré determinado pela necessidade do cliente é pago acrescido de taxas e juros.

Você pode decidir pagar tudo de uma vez ou até parcelar o valor, podendo alterar o valor do empréstimo dependendo da escolha.

Aconselhamos você a deixar o empréstimo rotativo como última da última opção para resolver seu problema. Caso queira um empréstimo para pagar a sua dívida, procure empréstimos pessoais com juros mais baixos para não ter muito prejuízo.

Empréstimo para autônomo

Por não ter salário fixo, para um trabalhador autônomo fica difícil de comprovar renda.

Para você que trabalha por conta própria, fique mais atento com os golpes! Essa opção de empréstimo é a que tem maior índice de risco.

Para pedir o seu empréstimo, você deve repetir todo o procedimento para solicitar um empréstimo pessoal. A única diferença será no comprovante de renda que, por não possuir contracheque, deverá apresentar extrato bancário ou Imposto de Renda do ano anterior.

Consulte o banco ou a instituição financeira que escolher e observe as exigências, pois cada uma possui critério próprio.

Empréstimo para empresas

Empresas normalmente precisam de empréstimos para investimento interno ou pagamento de grandes dívidas.

Conhecido também como empréstimo para pessoa jurídica, e para solicitar o empréstimo é necessário ter uma conta aberta no banco em que pretende fechar o contrato.

Uma das análises é o relacionamento que a empresa tem com a instituição financeira e uma análise do patrimônio apresentado em documentos.

Tempo de relacionamento, valor médio na conta mensalmente, seguros, folhas de pagamentos, investimentos, e empréstimos anteriores (caso tenha) são analisados para aprovação.

O banco exige documentos diferente do que de pessoas físicas, como Balanço Patrimonial, Demonstrativo do Resultado do Exercício, Balancete Analítico, Contrato Social e o patrimônio empresarial.

Caso a empresa possua restrições, processos e cheques devolvidos também serão avaliados.

O porte da empresa conta muito para aprovação do valor solicitado. Quanto maior a empresa, maior o valor liberado para empréstimo.

Agora que você já sabe qual a melhor opção de empréstimo para o seu perfil, tome cuidado com os golpes!

Cuidado com golpes

Principais golpes

Os golpes contra os empréstimos estão muito bem articulados atualmente. E a maioria das situações funciona com a antecipação de um valor em dinheiro pela troca da efetivação do processo.

Mesmo sendo clichê e super conhecido, esse tipo de roubo continua fazendo milhares de vítimas. E o que mais leva pessoas para esse risco é a falta de conhecimento.

Quando acontece um descontrole financeiro ou algo emergencial acontece e você não tem recurso financeiro, o desespero toma conta e você não consegue raciocinar direito na hora de fechar um empréstimo.

Cuidado para não ficar vulnerável à pessoas maldosas. Conseguir um empréstimo acessível é real e possível, mas não pode se tornar uma infelicidade na sua vida.

Para te ajudar a ficar atento, vamos te explicar exatamente como ocorre o golpe e ensinar a você algumas dicas para não cair nessa armadilha!

A situação é simples e eficaz, um ladrão procura uma vítima que está no momento de desespero, frágil, e com condições cabível de cair na “lábia”.

Sendo muito convincente, o golpista conhece muito bem os costumes que as vítimas tem durante uma negociação.

Mas se eles são inteligentes e possuem um discurso convincente, como detectar quando for um golpe?

Existem características muito comuns no momento do golpe que você deve ficar atento no momento de assinar um contrato de empréstimo.

Por exemplo, os golpistas utilizam impropriamente o nome de instituições financeiras ou bancos que são reconhecidos e confiáveis!

Utilizam também de meios de comunicação que não são usadas por essas organizações como telefone, chat em redes sociais ou aplicativos para conversas com as vítimas.

Aparentam estar desesperados e utilizam da urgência como tática para você não pensar direito sobre a proposta.

Montamos para você algumas dicas de como evitar cair nesses golpes!

Como evitar golpes (cuidados)

A principal tática utilizada pelos golpistas é a exigência de receber um valor prévio para a liberação do empréstimo.

Eles justificam que esse dinheiro será usado para cobrir as taxas de efetivação da negociação ou que servirá como “seguro fiança” no lugar de um fiador.

O ladrão sempre deixa um rastro para trás e é nesse momento que a gente percebe que tem algo errado.

Observe que a forma de recebimento é por meio de tranferência ou depósito bancário, sendo sempre a contra relacionada a uma pessoa física e não a uma empresa! Em algumas das vezes, a conta não tem nem ligação com o banco ou instituição que dizem pertencer.

O endereço que eles utilizam normalmente não existe ou é uma loja que funciona com outro tipo de serviço.

A publicidade dos golpista, normalmente possuem erros grotescos de digitação com erros ortográficos e incoerência nas informações. Normalmente é aqui que eles são pegos e perdem as vítimas mais espertas.

Cuidado com as “condições milagrosas”. Existem sim empréstimos acessíveis, mas quando a esmola é demais, até o santo desconfia!

Juros muito mais baixos que o mercado oferece, prazos de pagamento baixos e divididos em muito tempo e o imediatismo da entrega do dinheiro. Todas essas características, pode desconfiar.

Na hora dessas ofertas, o objetivo é impedir que você foque no que é importante e o que tem que ser considerado no momento de negociação. Foque na boa reputação do banco ou instituição financeira.

Mas como consigo diferenciar o representante do órgão financeiro do golpista?

Ao entrar no site da empresa do empréstimo escolhido, faça uma análise se encontra erros de português ou falta de coerência nos textos.

Observe também se o site possui o certificado de segurança digital, o cadeado verde na lateral esquerda na barra de endereço. Isso oferece uma segurança no momento de pesquisa e um alto reconhecimento no mercado.

Procure analisar sites como Reclame Aqui procurando a satisfação ou insatisfação de antigos cliente da empresa que você está interessado.

Entre também no site do Banco Central do Brasil e confirme se a instituição financeira ou banco está  autorizada a oferecer esse tipo de serviço.

Com essas informações, você está apto e mais seguro para negociar suas condições de empréstimo.

Quando fechar o banco ou instituição financeira que deseja fazer o empréstimo, não aceite fazer depósitos ou transferências prévias para validar seu empréstimo, não forneça seus dados pessoais para desconhecidos e guarde o material publicitário com a oferta que você se interessou.

 

Facilitamos muito a sua vida, né? Agora já pode fazer tranquilo o seu empréstimo e organizar sua vida financeira.