Após a queda de 0,25% da Taxa Básica de Juros, a Selic, passando agora para 2% ao ano, muitas pessoas estão com dúvidas sobre a melhor forma de preservar o seu dinheiro e evitar perdas. Por isso, vamos dar algumas dicas, na sequência, para que você consiga isso e mantenha seus rendimentos de forma positiva.

Conhecer seu perfil de investidor, estudar bem o mercado financeiro e diversificar bastante seus investimentos estão entre as dicas para você seguir e, dessa forma, administrar melhor seu dinheiro!

Quer saber mais? Está perdido(a) com a movimentação atual do mercado financeiro? Não sabe bem qual a melhor forma de se investir? Não saia daqui! Na sequência, a gente te detalha como fazer para você parar de perder dinheiro. Acompanhe conosco!

Conheça seu perfil de investidor

O primeiro passo a ser dado e, talvez um dos mais importantes é, antes de começar a investir, conheça mais sobre si mesmo. É necessário que você entenda suas aptidões e quais os seus riscos. Além disso, é importante que você saiba sobre qual investimento você tem mais conhecimento e quais deles você precisa de mais informações.

Existem alguns perfis de investidores com os quais é possível se identificar. Acompanhe, a seguir:

  • Conservador: baixa tolerância ao risco;
  • Moderado: média tolerância ao risco;
  • Agressivo: alta tolerância ao risco.

Saber essas informações é imprescindível para que você consiga lidar com os altos e baixos diários dos investimentos.

Estude bem o mercado financeiro

Conhecer o mercado financeiro é algo que não se pode deixar de lado. Conheça mais sobre as taxas, bem como o que está acontecendo no dia a dia.

Lembre-se que existem opções para todos os perfis. Dessa forma, é importante que você tenha bastante conhecimento para identificar qual é o investimento que mais se encaixa no que você projeta não somente agora, mas também mais para a frente.

Além disso, quando há uma mudança, como a que ocorreu com a taxa Selic, você fica mais propenso a conseguir identificar o que deve ser feito.

Diversifique seus investimentos

Outro ponto importante é que você não deve direcionar todos os seus investimentos para um único lugar. O ideal é que você diversifique suas aplicações e utilize mais opções. Assim, quando um investimento estiver mais em baixa, você consegue recuperar o valor perdido através do outro.

A redução da taxa Selic

A taxa Selic caiu 0,25% e chegou à média histórica de 2% ao ano. A mudança foi realizada pelo Copom (Comitê de Política Monetária) na última semana.

A mudança é positiva, mas não afeta tanto o bolso do brasileiro. De qualquer forma, é importante lembrar que algumas linhas de crédito acabam ficando com os juros mais baixos, o que é uma boa notícia para quem pretende solicitar um empréstimo ou um financiamento nos próximos dias ou semanas, por exemplo.

Rentabilidade da poupança diminui ainda mais após novo corte na taxa Selic

A rentabilidade da poupança é algo que é costumeiramente discutido. Agora, com um novo corte da Taxa Básica de Juros, a Selic, essa rentabilidade diminuiu ainda mais. Segundo cálculos da Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac), a aplicação vai render 0,12% ao mês e 1,4% ao ano.

Desde 2012, entrou em vigor uma regra que determina que: sempre que a taxa da Selic estiver abaixo de 8,5%, a correção anual da caderneta de poupança é limitada a um percentual equivalente a 70% dos juros básicos mais a Taxa Referencial (TR, que está em zero desde 2017).

É importante ressaltar que as aplicações na poupança, feitas até o mês de abril de 2012, ficam consideradas como “poupança velha”. Nesse caso, continuam rendendo 6,17% ao ano (0,50% ao mês).

Segundo a Anefac, uma aplicação de R$ 10 mil em 12 meses, ficaria da seguinte forma:

  • Na Poupança Nova: o rendimento total será de R$ 140, ou seja, o investidor teria o valor de R$ 10.140;
  • Já na Poupança Velha: o rendimento será de R$ 617, então o valor total será de R$ 10.617.
Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*