A Caixa Econômica Federal (CEF) disponibiliza um empréstimo de até R$ 100 mil, com taxas de juros mais baixas que as convencionais de mercado, tanto para quem é quanto para quem não é da instituição financeira.

Tudo isso ocorre de forma segura, com aprovação imediata e sem qualquer burocracia. Vale destacar que você, o consumidor, sai com o dinheiro na hora da contratação, sem passar por análises de órgãos de proteção ao crédito, como o SPC e a Serasa.

A opção ofertada é o Penhor Caixa. Restrições no CPF ou score baixo são fatores que diminuem as chances de ter um pedido de empréstimo aprovado. O principal motivo está nas consultas ao SPC e à Serasa, feitas por bancos e financeiras, que acabam impondo obstáculos aos consumidores durante as solicitações do crédito. Nesta modalidade, o banco estatal brasileiro garante a isenção da etapa, não havendo, portanto, qualquer consulta aos órgãos de proteção.

Como funciona o Penhor Caixa?

O diferencial desta modalidade de empréstimo, oferecida pela Caixa, está na redução das taxas de juros, além da burocracia quase zero. Nela, o solicitante oferece um item de valor considerável, normalmente uma joia, e em troca recebe uma determinada quantia em dinheiro. Clientes com conta salário ativa na instituição têm a possibilidade de conseguir, em até 100%, o valor do item penhorado em crédito.

O processo é chamado de empenhar, ou seja, deixar algo como garantia na hora de pegar um empréstimo. A partir daí, o solicitante só poderá reaver o item caso pague todas as parcelas com juros embutidos e dentro do prazo determinado, de maneira antecipada, durante a contratação.

A Caixa Econômica Federal aceita como penhor os seguintes itens:

  • Alianças;
  • Joias de família;
  • Correntes de ouro;
  • Relógios;
  • Diamantes;
  • Pratarias;
  • Canetas de valor;
  • Entre outros.

Qual o valor disponibilizado pela Caixa?

Nas novas regras para o penhor está o aumento na grama do ouro, de acordo com sua cotação atual. O valor “emprestado” pela Caixa pode ser de até 85% do valor de avaliação do bem, com limite mínimo de R$ 50 e máximo de R$ 100 mil.

As taxas de juros para a modalidade de Penhor chegam a 2,25% ao mês, valor considerado abaixo do que é oferecido no mercado. No entanto, esse número pode ser ainda menor para os casos de “micropenhor”, que é quando o cliente não possui conta corrente ou salário médio mensal. Nesse caso, o empréstimo fica limitado à quantia de R$ 1 mil e a taxa de juro fixada em 1,7%.

Como contratar o empréstimo da Caixa?

Você se encaixa neste perfil? Quer contratar o crédito? Primeiramente, você deve localizar uma agência da Caixa que ofereça o serviço. Para isso, clique aqui, para localizar uma bem perto de você!

Durante a solicitação do crédito, é necessário que você apresente os seguintes documentos pessoais: RG, CPF, além do comprovante de residência.

A avaliação dos objetos será feita por um funcionário especializado do banco estatal, responsável por determinar o valor do empenho. Após firmado o acordo entre o banco e você consumidor, a boa notícia é que o dinheiro é liberado na hora!

Vale destacar, ainda, que o prazo para o pagamento pode ser renovado e, ao quitar todas as parcelas, os itens podem ser recuperados. Entretanto, em casos de atrasos e inadimplência, os bens são destinados a leilões promovidos pela própria instituição financeira.

Vale consultar ainda as condições especiais que a Caixa vem oferecendo durante esse período de pandemia, considerando a dificuldade do momento pelo qual passa nosso país.

Para saber mais e contratar agora mesmo o empréstimo ofertado pela Caixa Econômica Federal, é só clicar no botão abaixo. Não perca essa oportunidade!