Um vírus que está causando uma repercussão mundial, começou na China cidade de Wuhan, através de uma suposta pneumonia e se tornou uma pandemia, conforme anunciou a Organização Mundial de Saúde (OMS). Seu nome científico é COVID-19, porém ele é popularmente conhecido como coronavírus e já acarretou no momento quase oito mil mortes pelo planeta. 

Descoberto no dia 31 de dezembro, esse vírus já é conhecido desde 1965 e os primeiros seres humanos que tiveram contato, se deu em 1937. Esse nome (coronavírus) foi designado a ele, pois em sua microscopia apresentou-se um formato de coroa. No momento, ainda não se sabe certamente como ocorreu a mutação do vírus. 

Porém, existem algumas alterações do mesmo que são mais antigas denominadas por MERS-CoV e SARS-CoV , nomenclatura conhecida por especialistas. Eles apresentaram para o ser humano através de alguns animais, como; os dromedários sucedido aos Mers ( Síndrome Respiratória do Oriente Médio) e os gatos sucedido aos Sars ( Síndrome Respiratórias Agudas Grave).

Apesar de não saber ao certo como se deu a propagação do vírus atualmente, a suspeita é que esteja ligada à animais silvestres. O animal em específico também não foi descoberto, mas existe uma possibilidade de que o vírus esteja relacionado a animais marinhos. No entanto, dois animais foram apresentados, a cobra e o morcego. 

Embora o coronavírus não ter se alastrado no Brasil, pelo histórico que o mesmo alcançou em países do mundo, imaginamos que isso acontecerá o mais rápido possível em nosso país. Mas como é a transmissão do Coronavírus? Há alguma forma de evitar que você contraia? 

Para entendermos melhor, precisamos discorrer sobre a transmissão do mesmo, que se espalha como qualquer outro vírus, pelo ar. Todo ser humano, exala secreções quando conversa, espirra, tem um contato pessoal mais próximo e aperto de mão, lembrando que existe também, a transmissão que se dá por encostar em objetos e superfícies contaminadas, por isso todo cuidado é pouco.

Desse modo, o UNUM montou um guia com dicas para você se prevenir e ajudar o outro, para que assim, acabemos com a proliferação do mesmo. Através do entendimento de como é transmitido o vírus, precisamos saber como nos portar diante a sociedade. 

As dicas básicas se consistem no primeiro passo que começa por cada um, atitudes conscientes geram bons resultados. É importante que todos tenham o conhecimento de lavar bem as mãos com água e sabão, não levá-las aos olhos, boca e nariz. O Álcool em gel é um ótimo aliado nesse tempo de crise, sempre que necessário, utilizar para uma melhor higienização. É imprescindível também, quando for tossir ou espirrar, cobrir as vias aéreas com a articulação do antebraço e não com as mãos. 

Medidas intermediárias já estão sendo tomadas por todo o país, escolas e universidades suspenderam suas aulas durante um período. Além disso, no estado de São Paulo, algumas empresas estão liberando seus colaboradores para o trabalho home office. Então nossa dica para você, é evitar o contato com muitas pessoas juntas em uma sala fechada (como na empresa) e caso não seja possível, sempre manter as janelas abertas para haver uma circulação de ar. 

Já medidas drásticas podem ser tomadas se o vírus não for contido, como exemplo na Itália, onde foi proibido a saída da população de casa, para não haver disseminação do mesmo. No Brasil em algumas cidades, shows já foram adiados e museus/teatros ficaram fechados, locais como shopping, cinema e bares também estão sendo evitados. 

Ademais, quem tem acima de 60 anos e pertence ao grupo de risco, está sendo aconselhado que fique em casa por precaução. Nesse tempo conturbado, faça sua parte, sempre lave bem as mãos e evite locais com muitas pessoas (seja um evento ou um barzinho), está na hora de um esforço coletivo e mudança de hábitos.

Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*