Com um enorme crescimento de empreendedores e microempreendedores na atual crise, é comum que algumas vezes nem tudo dê certo, e eles deparem com situações complicadas como, por exemplo, se atolar em dívidas e acabar ficando com o CNPJ negativado.

Porém, sabemos que esse tipo de situação pode trazer muitos transtornos para o dono de um negócio, como ter problemas na hora comprar produtos para a empresa a prazo, contratar crédito, entre outros.

Por isso, se você assim como muitos está com o CNPJ negativado, venha conosco, pois vamos te dar dicas realmente úteis para que você saiba como reverter essa situação.

O que é CNPJ negativado?

O Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) é um número único que identifica uma pessoa jurídica e outros tipos de arranjo sem personalidade jurídica (como condomínios, órgãos públicos, fundos, entre outros) junto à Receita Federal.

Assim como as pessoas ficam com o CPF negativado devido a débitos, o mesmo acontece com o CNPJ. Isso geralmente ocorre por situações como: deixar de pagar parcelas de empréstimo, contas, boletos, multas, impostos, entre outras coisas, inclusive o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) do MEI (Microempreendedor Individual).

Devido a esse tipo de situação, o governo ou as instituições financeiras podem negativá-lo, isto é, registrar o CNPJ como inadimplente nos órgãos de proteção ao consumidor, como Serasa, Boa Vista SCPC e SPC.

Quais as consequências de estar negativado?

Primeiramente é válido compreender que além de colocar seu nome no cadastro de inadimplentes dos órgãos de proteção ao crédito, as instituições ou empresas credoras podem utilizar ações judiciais para pressionar o devedor a quitar sua dívida.

Caso o devedor perca a ação, pode vir a ter contas bloqueadas e bens penhorados por ordem judicial. A empresa negativada ainda terá dificuldades na hora de adquirir bens e serviços, emitir cheques e até mesmo conseguir empréstimos e financiamentos, mesmo que a intenção seja para quitar outras dívidas, o que faz com que tudo se torne uma grande bola de neve.

Por esses motivos estar negativado pode, literalmente, fazer com que a sua empresa pare de funcionar. Então, se existe uma dica muito útil ela é: evite ao máximo ter o seu CNPJ negativado se você prioriza a saúde e a continuidade de sua empresa, uma vez que depois de estar negativado, tudo se torna mais complicado.

Já estou com o CNPJ negativado, como reverter essa situação?

Se você infelizmente já está com o CNPJ negativado “não adianta chorar o leite derramado”, é hora de procurar soluções para resolver o problema. 

O primeiro passo para solucionar a questão é consultar a situação do seu CNPJ e quais são as empresas ou instituições que fizeram seu cadastro como inadimplente e em quais órgãos o registro foi feito, a fim de uma possível negociação.

Você pode realizar consultas como essas em sites como o Portal da REDESIM, da Receita Federal, e nos sites dos órgãos  SPC, Serasa e Boa Vista SCPC.  Também é possível consultar a situação do seu CNPJ presencialmente em um dos postos de atendimentos desses órgãos.

Após saber qual sua real situação e qual ou quais empresas colocaram o seu nome nos registros de inadimplentes, você deve procurá-las para negociar o pagamento da dívida. Mas, como obter recursos para isso? Algumas opções podem ser exploradas como:

Tentar crédito com o banco que sua empresa ou você possua bom relacionamento

Embora não seja comum as instituições financeiras disponibilizarem crédito para empresas com o CNPJ negativado, uma negociação pessoal pode ser uma alternativa, principalmente se sua empresa possui uma relação boa e longa com a instituição. Outra alternativa é conseguir crédito para você como pessoa física.

Empréstimos com garantia

Os empréstimos com garantia,além de possuírem juros mais baixos do que outros créditos praticados no mercado, ainda são mais fáceis de serem liberados, até mesmo para negativados, uma vez que a condição para conseguir o benefício é penhorar bens como veículos e imóveis, por isso as chances do pagamento não ser realizado são menores.

Conseguir empréstimos em seu próprio CPF

Empréstimos para CPFs negativados são mais comuns do que para CNPJs negativados, porém esse tipo de benefício costuma possuir juros mais altos, por isso esse deve ser considerado um dos últimos recursos. 

Faça a venda de bens ou ações

Como vimos anteriormente, estar com o CNPJ negativado pode prejudicar e muito as operações da sua empresa. Por esse motivo, vender bens dos quais você ou sua empresa possuam para arrecadar dinheiro para pagar suas dívidas pode ser uma opção viável. Abrir sua companhia para a sociedade também pode ser uma opção, dependendo do porte da mesma.

Todas as opções trazidas aqui podem ser utilizadas no caso do seu CNPJ já estar negativado, porém vale destacar mais uma vez que o ideal mesmo é fugir dessa situação.

Caso você tenha uma dívida que tem a possibilidade de tomar esse rumo tente conseguir crédito ou recursos para quitá-la antes mesmo de seu CNPJ ser negativado, dessa forma pagará juros mais baixos e evitará muitos transtornos.

Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*