Se você tem algum aplicativo bancário ou de carteira digital no seu celular, certamente já recebeu um convite para cadastrar seu PIX em nele.

A modalidade de transferências instantâneas (PIX) ainda está em momento de registro, mas saiba que existe uma corrida para ver qual empresa vai ter mais clientes cadastrados, e quais informações vão ser escolhidas para serem usadas nas operações, como CPF, e-mail, telefone pessoal, e muito mais.

Se você tem dúvida sobre a melhor opção de chave para você, este post é para te esclarecer quando usar cada chave do PIX. Aprenda agora!

O Que São as Chaves do PIX?

Tradicionalmente, quando vamos realizar uma transferência bancária precisamos do nome do banco da pessoa, número da operação financeira, agência, conta, nome e CPF não é mesmo? Mas quando usarmos o PIX, vamos informar apenas um dado para a pessoa e o dinheiro já cai na nossa conta na hora.

A chave é a sua identificação no PIX, você só pode realizar transações por meio dessa ferramenta após cadastrar sua(s) chave (s) . Usando as chaves do PIX, é possível enviar ou receber dinheiro 24 horas por dia, instantaneamente e de graça!

Quando Cadastrar Cada Tipo de Chave no PIX?

Você sabia que pode cadastrar até 5 chaves em uma mesma instituição, e cada uma delas é favorável para alguma situação específica? Veja abaixo cada uma e não tenha dúvidas na hora de escolher a sua.

Chave do CPF

Indicado para situações que envolvam mais formalidade e quantias de dinheiro mais consideráveis, como: empresas, assuntos jurídicos ou clientes.

Exemplo: Se você realizou algum serviço e quer ser pago imediatamente, você pode usar a chave do PIX CPF para que sua transação fique registrada em seu documento.

O especialista em segurança da Kaspersky no Brasil, Fabio Assolini, afirma em entrevista à CNN que entre as opções de chaves, “O dado mais seguro é o CPF porque ele não vai mudar, por isso é considerado a chave mais valiosa. E-mails e celular você pode perder o controle no caso de um ataque cibernético”.

Chave de Celular

Indicado para transações de pessoas mais próximas, que já possuem seu número de celular.

Ex: Você pagou uma pizza para seu amigo e ele quer te transferir por PIX a parte dele. Nessa situação, basta digitar seu número de telefone acessível pelos contatos do celular para encontrar o destino da quantia.

No entanto, Assolini acredita que esta função pode ser problemática, pois atualmente existem muitos golpes nos quais “os fraudadores conseguem desativar o número do celular e ativá-lo em outro chip e isso é preocupante”, alerta.

Chave de E-mail

A chave de e-mail é aconselhada para transações entre pessoas que já possuem o endereço eletrônico do outro, como facilidade mesmo.

Porém, quem já cadastrou no PIX provavelmente deve ter encontrado uma barreira ao tentar registrar o mesmo email em bancos diferentes. A explicação para essa situação é muito simples: como o Banco Central tem a finalidade de facilitar as transações bancárias através do PIX, ao usar esse meio de pagamento você não informará mais o banco de destino ao fazer uma transferência, apenas a chave.  Portanto, ao cadastrar o mesmo e-mail em várias contas bancárias, haverá um conflito de destino, e isso não é permitido.

Chave Aleatória

Para aqueles que não desejam escolher nenhuma das opções acima, existe ainda a possibilidade de pedir para o banco gerar uma chave aleatória única para você.

Esse tipo de chave é indicado para transações onde o cliente deseja mais privacidade, sem envolver seus dados pessoais.

Para cadastrar sua chave, basta entrar nos aplicativos das instituições financeiras com as quais você mantém contato, e aguardar até que a ferramenta esteja disponível. O pagamento instantâneo e gratuito conhecido como PIX entra em vigor no dia 16 de novembro de 2020.

2 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*