Em tempos em que o mundo se comunida em diversas línguas, ter um segundo ou terceiro idioma é providencial para quem deseja ou precisa se comunicar com pessoas que falem a língua para além da nativa.

Além dos motivos que envolvem as relações profissionais, muita gente também se interessa em aprender outro idioma porque gosta da cultura. Há incontáveis casos de gente que visitou, por exemplo, a Itália, gostou tanto que aprendeu a falar o idioma para poder voltar ao país e aproveitar mais intensamente as experiências locais.

O que se sabe hoje é que o idioma mais falado no mundo hoje é o inglês. Espanhol, chinês e francês estão na preferência das pessoas. E há quem se interesse por outros tipos de língua, tais como hebraico, latim, tupi-guarani e muito mais. As possibilidades são infinitas, só depende de empenho e boa vontade do aprendiz.

Se você se interessa pelo processo de aprender outros idiomas, esta leitura vai fazer sentido para a sua vida. Para facilitar a vida, fizemos uma seleção com dicas sobre como aproveitar melhor o tempo, para aprender novas formas de comunicação. Capriche no aprendizado para o segundo, terceiro, quarto idioma. A quarentena é um ótimo momento para isso. Confira:

Escolha um local adequado para estudar

Procure um lugar da casa em que seja possível ter bastante silêncio e também um pouquinho de solidão. O ambiente – que pode ser desde a mesa da cozinha, até a escrivaninha do quarto – precisa estar limpa e organizado.

Lembre-se sempre de ter por perto todo o material que você precisa para o momento. Desta forma, dá evitar pausas para procurar aquele livro de consulta ou aquela caneta marca-texto.

É legal também possuir por perto um copo com água para manter o corpo hidratado, reduzir a ansiedade e evitar o hábito de beliscar fora de horário. Tenha também um lanchinho rápido à mão. Frutas costuma funcionar muito bem.

Mergulhe na cultura do idioma que você quer aprender

Um dos primeiros sintomas que aparecem quando você quer aprender um novo idioma é quando você gosta da música. Pode acontecer também de você se encantar com a obra de algum cantor ou banda em específico e aí, tudo vira um portal de entrada para o contato com o idioma.

Um livro também pode ser outro indicativo. Outro sinal que aparece é quando existe o interesse em se aprender outro idioma é a história do país em questão.

Aproveite a quarentena e escolha um artista, cantor, cantora, autor ou autora de livro para começar a aprender um idioma. Leia a letra das músicas, trechos de livros e poesia. No início, quando se sabe pouco do idioma, pode até parecer um pouco mais desafiador. Mas com o passar do tempo, você vai lendo, lendo e pega o jeito da coisa.

Não se preocupe com gramática nesse momento. Aprecie o processo do aprendizado e tenha noção dos contextos.

Busque sites/ ferramentas confiáveis

Há uma variedade imensa de sites, canais no youtube de várias pessoas ensinando passo a passo sobre o aprendizado. Há dicas gramaticais, níveis de leitura, audição e conversação, dicas de pegadinhas, dicas de sobrevivência, dicas de testes de proficiência etc. A internet, neste período de confinamento, pode ser um ótimo aliado de pesquisa, já que é recomendado o período de reclusão social.

Encontre bons professores

Mas, porém, contudo, todavia, entretanto, se você acredita que precisa de uma assessoria mais personalizada e que vídeos na internet e tutoriais já não mais suficientes, é chegada a hora de procurar um professor.

E dá pra fazer as aulas pela internet, numa boa – o que favorece ainda mais durante a quarentena. E os horários das aulas podem ficar bem confortáveis tanto para professores, quanto para a alunos.

A vantagem de fazer aulas remotas, repetindo. é que você pode ajustar o período de contato com o professor em um horário que fique bom para ambas as partes. E também dá pra dividir a aula (e os custos) com amigos que também esteja com a mesma vontade ou necessidade que você. Além disso, tudo é feito em casa, com o devido distanciamento social.

Veja séries no idioma em que deseja aprender

Há uma infinidade de séries disponíveis em plataformas de streaming, com opções de filmes de vários países. Para aprender ou treinar o idioma, você pode deixar a legenda no idioma que esteja aprendendo, ou no idioma original.

Converse com as pessoas

Trocar ideias no idioma em que se deseja aprender também pode ser uma boa tática. Marque horários e faça vídeo conferências. É possível conversar com uma ou mais pessoas ao mesmo tempo. Crie temas para conversar no idioma em que está aprendendo. Aqui vão algumas ideias:

  • Contar sua história pessoal
  • Contar sua experiência com o idioma
  • Contar o que já aprendeu sobre o idioma
  • Falar sobre planejamento de viagens
  • Falar sobre experiências que já teve em viagens

Leia, ouça e assista a notícias nativas

Uma maneira de estar perto do país – e por conseguinte – do idioma que você está aprendendo, é ler notícias locais.

Além de estar perto da língua, é natural que você entenda mais sobre moda, culinária, polícia, comportamento e demais assuntos pertinentes a uma sociedade.

É tipo um combo 2 em 1: você aprende o idioma e, de quebra, aprende mais sobre o país em tempo real.

Quando possível, visite o país referente ao idioma aprendido

Ainda não vai dar para fazer viagens internacionais. Mas quando isso for possível, você precisa estar pronto, inclusive do ponto de vista financeiro. Então, por ora, você pode se ater aos seguintes detalhes:

  • Escolher o país que deseja conhecer;
  • Caprichar nos estudos com as recomendações acima;
  • Fazer uma poupança, cujo valor seja capaz de bancar este passeio (não vale se endividar com isso; você tem tempo para e planejar);
  • Ver questões burocráticas como passaporte e visto;
  • Providenciar malas e vestuários;
  • Fazer o roteiro da viagem (hospedagem, passagem, passeios internos, visitas em locais que deseje conhecer);
  • Pesquise a comida local e já vá treinando o que pedir para não pagar nenhum mico.
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*