A Caixa Econômica Federal vai liberar R$ 10 bilhões em microcrédito para brasileiros que desejam abrir ou investir em seus próprios negócios.

O objetivo do banco estatal é oferecer microcréditos para apoiar os brasileiros, após o fim do pagamento do auxílio emergencial, o que vai acontecer em dezembro deste ano.

Além de servir como um suporte pós-auxílio, a medida também é uma estratégia de crescimento do banco para os próximos anos. De acordo com a instituição financeira, aproximadamente 10 milhões de empreendedores serão beneficiados com pequenos empréstimos de até R$ 1.000.

O plano de crescimento da Caixa também inclui abertura de capital na bolsa americana Nasdaq, além da criação de um banco digital, fazendo surgir uma opção para os brasileiros desbancarizados. Essa linha de microcrédito para empreendedores ficará disponível no novo banco digital.

E Como Vai Funcionar o Novo Microcrédito da Caixa?

As condições do microcrédito para empreendedores, que ficará disponível após o fim do auxílio emergencial, terá valor máximo de R$ 1 mil e pagamento de três a cinco anos.

A taxa de juros ainda não foi informada pela Caixa. Entretanto, a estatal afirma que ela será mais acessível do que as encontradas no mercado.

A Caixa Econômica reforçou que, apesar das facilidades, o valor continua sendo um empréstimo, e não um benefício pago aos empreendedores. “O microcrédito não é auxílio.

O auxílio é transferência. “O microcrédito é um crédito, para aqueles que têm condição de pagar a Caixa de volta”, reforçou o presidente do banco estatal, Pedro Guimarães.

Quem Recebe o Auxílio Emergencial Poderá Ter o Empréstimo Facilitado da Caixa

A partir do ano que vem, a Caixa Econômica Federal (CEF) deve disponibilizar o empréstimo para os beneficiários do auxílio emergencial.

Quando o benefício começou a ser pago, milhões de contas poupanças sociais digitais foram abertas pelo banco.

Essas contas foram abertas em nome dos brasileiros considerados até então “invisíveis” pelo governo. Por isso, ao tomar conhecimento desse público, a Caixa vislumbrou abrir microcrédito para o grupo.

Foram abertas cerca de 33 milhões de contas digitais durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Muitas dessas pessoas não tinham acesso a uma conta digital até então.

“O microcrédito era um projeto sobre o qual estávamos debruçados já antes da pandemia. Mas a discussão que tínhamos internamente era de que não seria economicamente possível e rentável realizar operações de empréstimo de R$ 100 ou R$ 200 utilizando nossa base de agências, nem os lotéricos”, explicou Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal.

“A única maneira era via um aplicativo, o que acabamos desenvolvendo agora. Então a questão da solução via contas digitais acelerou em anos o projeto principal que tínhamos na Caixa”, completou o presidente da estatal.

Quando Será Liberado o Microcrédito da Caixa?

O microcrédito deve ser lançado assim que os pagamentos do auxílio emergencial chegarem ao fim. As contas digitais que foram abertas para o programa serão mantidas. A opção deve ficar disponível ainda no primeiro trimestre de 2021, de acordo com a instituição estatal.

Caixa Disponibiliza Aplicativo Para Pagamentos de Até R$1200 Sem Cartão

Uma nova modalidade foi disponibilizada no aplicativo Caixa Tem. Agora, o app passou a liberar pagamentos sem cartão em todas as unidades lotéricas do país. A operação “Pagar na Lotérica” já está disponível para todos os usuários.

Para efetuar a transação, um código de pagamento precisa ser gerado antes de efetivar a operação. O banco informa que a transação pode ser feita assim que o valor do benefício é depositado, mesmo antes da liberação de saques.

Com a nova modalidade, usuários podem pagar boletos, contas de concessionárias (como água luz e telefone), taxas e tributos, desde que estejam em nome do titular da conta. Ainda, é possível realizar três transações por dia no valor total de até R$ 1.200.

Ampliação da Poupança Digital

O Senado aprovou a medida provisória (MP) que estende o uso da poupança digital para recebimento do abono salarial, para realização de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), além de outros benefícios.

A poupança social digital foi criada para uso exclusivo dos beneficiários do auxílio emergencial que não tivessem conta bancária. O texto segue para sanção presidencial.

O texto foi aprovado na Câmara na semana passada. No entanto, o texto original da MP foi alterado no Congresso e, por esse motivo, a matéria seguiu para o Senado como um projeto de lei de conversão (PLV).

O projeto de lei de conversão estabelece que qualquer banco pode emitir cartão físico para a movimentação da poupança social, o que era proibido no texto original do Poder Executivo.

Ainda em relação ao texto original, o Congresso aumentou, de uma para três, o número de transferências digitais que o titular da conta pode fazer mensalmente, sem custos.

Clique abaixo para conhecer as taxas e as vantagens do empréstimo Caixa.

1.314 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*