Apesar de estarmos no meio de uma pandemia mundial, estudos apontam que em 2020 teremos a maior Black Friday de todos os tempos. Dia 27 de novembro, foi o dia escolhido este ano para comemorar a data, que é sempre na sexta feira após o Dia de Ação de Graças.

A previsão é de que as compras online sejam a principal atração deste ano, e os argumentos são vários, desde a campanha #FiqueEmCasa, até estatísticas comparando a quantidade de emails promocionais que já estão sendo enviados aos consumidores.

Acompanhe abaixo:

Estudos Levantados Sobre a Black Friday 2020

A empresa americana AppsFlyer acredita que as compras online vão deslanchar na Black Friday de 2020, já que os downloads de aplicativos de compras no Brasil subiu 100% nos últimos meses, demonstrando um maior interesse em compras virtuais do que antes da pandemia.

A gerente da startup Wavy Global – especialista em Customer Experience – Beatriz Mendes, acredita que “o mundo está passando por uma aceleração na mudança das formas de se comunicar, e por isso a Black Friday desse ano será ainda mais competitiva para muitos negócios.”

Percebemos essa competição desde já, ao comparar os dados da Wavy Global que indicam o recorde de 200 milhões de mensagens enviadas pelas marcas aos clientes via WhatsApp e e-mails, em apenas um dia.

De acordo com a Revista Exame, “o motivo para esse aumento significativo é o fato de os brasileiros terem se acostumado a fazer compras online em aplicativos ou em sites, ao mesmo tempo em que marcas mais tradicionais tiveram de se digitalizar (rapidamente) para não perder a clientela.”

Novas Formas de Pagamento

Com o aumento de aplicativos no smartphone, o brasileiro também precisou se adaptar a novas formas de pagamento, usando cada vez menos o dinheiro de papel. Nesse período, cresceram as contas digitais gratuitas no país, como o Meu BMG, Inter e Bs2 e os pagamentos por aproximação usando a tecnologia contactless ou Santander Way.

Além das formas “tradicionais” de pagamento, criaram-se também as carteiras digitais, como o PicPay que permitem ao usuário pagar suas compras sem precisar de fato de andar com todos seus cartões na carteira e ainda ganhar cashbacks nas suas transações financeiras.

Previsão de Vendas Comparadas à Black Friday de 2019

Segundo levantamento realizado pela Ebit/Nielsen, no ano de 2019 os resultados das vendas no e-commerce já foram bons desde as primeiras sete horas da madrugada da Black Friday, totalizando R$ 362,1 milhões.

Tal desempenho foi 69% superior ao mesmo período de 2018, cujas vendas nas primeiras 7 horas somaram R$ 278 mil.

Thiago Sarraf, especialista em e-commerce e internet, faz sua própria previsão para a Black Friday de 2020:

“Enquanto em 2019 houve queda no ticket médio de 1,1%, acredito que este ano não tenhamos um crescimento expressivo em relação a esta métrica. A minha aposta para as tendências da Black Friday 2020 é que os produtos de menor valor agregado se sobressaiam nas vendas (…) Acredito que as vendas tenderão aos produtos de auto presentes, de menor valor agregado, do que grandes produtos de alto valor. O consumo de itens supérfluos deve se sobressair nesta Black Friday.”

Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*